Forças de segurança do Estado fecham bares e apreendem armas e veículos na z. norte em Manaus

Forças de segurança do Estado fecham bares e apreendem armas e veículos na z. norte em Manaus

Manaus, AM – A zona norte de Manaus foi escolhida como alvo da segunda grande operação integrada de segurança do Governo Amazonino Mendes neste final de semana, envolvendo as Polícias Civil e Militar, o Corpo de Bombeiros e órgãos de fiscalização do Estado e do Município.

Na noite de sábado, 14, e madrugada deste domingo, 15, a operação, que uniu as ações “Águia”, “Lei Seca” e “Choque de Ordem”, fechou 16 bares, sendo oito interditados; apreendeu duas armas de fogo e recolheu 19 carros e 51 motocicletas. Dez motoristas foram flagrados dirigindo sob efeito de álcool e duas pessoas presas em flagrante, entre outras autuações.

A operação foi liderada pelo vice-governador e secretário de Segurança, Bosco Saraiva, que a considerou um sucesso, sobretudo, pelo objetivo alcançado nos bairros da zona mais populosa da capital. “O resultado foi muito importante. Fechamos bares, apreendemos veículos irregulares. Aquele proprietário de bar, que se regularize, porque a operação será permanente na cidade, sem data definida. Vasculhamos a zona norte com um grande efetivo. Será uma rotina a presença da polícia, principalmente, nos locais de maior concentração noturna”, afirmou.

Bosco Saraiva informou que nos próximos dias o cidadão perceberá a presença da polícia nos bairros. “Estamos preparando o patrulhamento permanente nas áreas. A população vai ver o patrulhamento bem pertinho das suas casas e por enquanto estamos fazendo operações tanto dia quanto de noite. Vamos apertar os veículos, apertar nas barreiras e no controle, para devolver a segurança. É uma determinação do nosso governador Amazonino e vamos arrumar a casa. Nosso governo tem dias. Sempre soubemos que nossa intensidade tinha de ser maior. Estamos em guerra. Do bem contra o mal”, frisou.

O mototaxista Jordan Lopes, 52 anos, que atua nas zonas norte e leste, durante a noite e madrugada, parabenizou a iniciativa do Governo do Estado, por intensificar as fiscalizações no combate à criminalidade. “Nota 10 para a ação policial. Para muitos pais de família, como eu, que atuam na noite e madrugada, ficamos à mercê de determinadas pessoas que não são de bem. Às vezes não sabemos quem é o nosso passageiro. E isso tipo de operação coíbe a ação dos criminosos. É um ótima ideia”, destacou.

Polícia na comunidade

 

O delegado-geral da Polícia Civil, Mariolino Brito, informou que a ordem do governador Amazonino Mendes é que a polícia esteja mais presente da comunidade. “Então, para melhorar a questão da segurança, fizemos mobilização na zona norte para que as pessoas fiquem mais tranquilas e também para tirar de circulação aqueles que não contribuem com a segurança pública. Todos aqueles que estiverem combatendo delitos, terão intervenção da polícia”, disse.

 

Segundo o subcomandante da Polícia Militar, Álvaro Cavalcante, além da zona norte, a PM deflagrou a operação “Águia”, em toda a capital, com o reforço de policiamento com as tropas especializadas e das Companhias Interativas Comunitárias (Cicoms), durante o sábado e madrugada de domingo.

“A operação ‘Águia’  foi deflagrada em toda a cidade, com mais de 200 homens das tropas especializadas e o policiamento das Cicoms, reforçando o policiamento em todas as zonas. Ela consiste em saturação de todos os bairros que têm o índice de criminalidade alto. É um reforço de policiamento para dar sensação de segurança, com o emprego de barreiras policiais, blitze, para verificar os veículos com restrição de roubo ou que estejam participando de delitos. É a determinação do governador Amazonino”.

Participaram da operação, aproximadamente, 500 servidores do Estado e do Município, das Polícias Civil (PC-AM) e Militar (PMAM), do Corpo de Bombeiros, dos departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) e de Vigilância Sanitária do Município (Visa  Manaus), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), e as secretarias executivas adjuntas de Operações (Seaop) e de Inteligência (Seai).

Balanço

 

Durante a operação “Águia”, da PMAM, foram abordadas 1.135 pessoas, sendo duas presas em flagrante com armas de fogo e abordados 213 carros, 118 motocicletas, 15 táxis e 77 ônibus coletivos, além de apreensão de documentação irregular. Já a Seaop, com a operação “Choque de Ordem”, fiscalizou 32 bares e casas noturnas, interditou oito, e fechou 16 estabelecimentos. A Visa Manaus e Semmas realizaram 11 autuações por falta de licenciamentos.

 

Por fim o Detran-AM o removeu ao parqueamento 70 veículos, sendo 19 carros e 51 motos; multou dez pessoas por embriaguez ao volante, entre elas uma pessoa presa; mais 112 motoristas por diversas infrações; autuou onze veículos e liberados, e recolheu 57 carteiras de habilitação e licenciamentos de veículo.

Amazonianarede-Secom

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.