Fapeam financia projeto de minicarro elétrico para reduzir emissão de gases

Manaus – O aumento populacional e a crescente popularização de automóveis proporcionaram a ampliação da frota mundial de veículos e, consequentemente, no aumento da poluição ambiental e dos acidentes no trânsito.

A problemática chamou atenção do engenheiro mecatrônico e mestrando em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) César Henrique Cordova Queiroz, que está desenvolvendo um projeto de pesquisa intitulado ‘Minicarro elétrico com cadeirinha infantil’, desenvolvido para transportar uma criança com idade entre quatro e sete anos.

Comandada por um controle externo de fácil manuseio, a invenção também deve contribuir para a redução do dióxido de carbono, por se tratar de um veículo elétrico com baterias recarregáveis. Ele explicou que a criança poderá comandar o carro manualmente com a interferência dos pais.

O projeto de pesquisa recebe financiamento do Governo do Estado, via Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), por meio do Programa de Apoio à Formação de Recursos Humanos Pós-Graduados do Estado do Amazonas (RH-Mestrado), no âmbito do Edital 003/2013.

A pesquisa recebe o apoio financeiro da FAPEAM por meio de bolsas no valor total de R$ 43 mil. O prazo para o término do estudo é de três anos.

De acordo com o pesquisador, a pesquisa, que está sob a orientação do professor e doutor em Engenharia Mecânica pela Unicamp, Antonio Celso Fonseca de Arruda, objetiva a construção e avaliação de desempenho de um carro elétrico com bateria acoplada.

“A grande finalidade deste projeto é dar a oportunidade de uma criança guiar seu próprio automóvel, em um espaço reservado e apropriado, oferecendo segurança, precisão e uma excelente visualização do controle que será baseado em controle de videogames”, explicou.

De acordo com Queiroz, com o tempo, o carro poderá ser reestruturado para um adulto e, por consequência, adaptável ao trânsito. “Por enquanto, o veículo usufruirá de um espaço reservado e adequado a sua capacidade”, disse o pesquisador.

O veículo terá um motor em cada roda, para que possa ter maior precisão. “Para garantir a segurança total, o carro será submetido a vários tipos de experimentos, como impacto da velocidade de 10 quilômetros por hora em terrenos com aclive, declive e curvas”, afirmou Queiroz.

Também será feito o estudo de elementos finitos (FEM) para verificar a pressão do cinto de segurança no tórax de uma criança. Tanto nos testes virtuais como nos reais serão utilizados bonecos infantis. Para o pesquisador, o projeto também tem a finalidade de conscientizar a sociedade para a utilização das cadeirinhas infantis.

Para Queiroz, o programa RH-Mestrado incentiva os estudantes de pós-graduação. “E a FAPEAM é uma instituição que torna isso realidade, pois além de bolsa-auxílio também oferece diversas oportunidades para os futuros pesquisadores em diversas áreas”, finalizou.

Sobre o RH-Mestrado

O Programa é uma iniciativa do Governo do Estado, via Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), que visa conceder bolsas de mestrado a profissionais interessados em realizar curso de pós-graduação Stricto Sensu, em Programa de Pós-Graduação recomendado pela CAPES em outros Estados da Federação ou no Estado do Amazonas, desde que o Programa de Pós-Graduação não tenha sido atendido pelo Programa de Apoio à Pós-Graduação Stricto Sensu (Posgrad).

Fonte: Ag. Fapeam 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.