FAPEAM divulga lista com os aprovados da 7° edição do PCE

Manaus – O Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM) divulgou a lista com os 305 professores contemplados para a 7° edição do Programa Ciência na Escola (PCE).

A lista com os selecionados foi publicada nesta sexta-feira (14/03). O Programa receberá investimento superior a R$ 4 milhões, distribuídos entre escolas estaduais do interior e da capital e escolas municipais da capital.

O processo de implementação dos aprovados inicia nesta segunda-feira (17) para os professores das secretarias estadual e municipal da capital, na Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), localizada na rua Maceió. Em relação aos professores do interior do estado, os mesmos serão orientados por meio do Centro de Mídias da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), na quarta-feira (19), a partir das 17h.

O PCE visa incentivar os estudantes das redes de ensino estadual e municipais a se interessarem pelo mundo da ciência. A iniciativa tem contribuído para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem em sala de aula que, desde 2004, tem aprimorado a dinâmica dos ensinos fundamental e médio no Estado por intermédio da produção de ciência dentro do espaço escolar.

Ao todo foram contemplados 19 municípios amazonenses. O recorde de propostas no interior ficou mais uma vez para a cidade de Itacoatiara (distante 177 quilômetros da capital), que esse ano aprovou 69 novos projetos científicos, superando a marca do ano anterior de 58. Para a coordenadora do PCE no município, Jannes Mary, o resultado positivo em número de aprovações ocorreu devido à parceria entre a FAPEAM e a Seduc.

“Por meio do Centro de Mídias, ambas as instituições (FAPEAM e Seduc) se fizeram presentes nos municípios tirando dúvidas e ministrando oficinas. As visitas presenciais e as oficinas ministradas para os professores já coordenadores e para os interessados em participar contribuíram para que Itacoatiara obtivesse destaque em projetos aprovados. O professor Reinaldo costuma dizer que Itacoatiara faz educação através da ciência”, afirmou Mary.

Estratégico para a educação do Amazonas

De acordo com a diretora-presidenta da FAPEAM, Maria Olívia Simão, o PCE é um programa estratégico para a educação do Estado do Amazonas. “A cada ano que passa o PCE tem se tornado cada vez mais robusto. Isso se deve a melhoria da qualidade dos projetos apresentados e do empenho dos professores envolvidos. Investir em educação é sempre o melhor negócio”, salientou.

Ao completar 10 anos esse ano, o PCE teve um crescimento significativo na esfera educacional. Na primeira edição apenas sete projetos foram aprovados. O projeto base foi reformulado e na segunda edição 79 propostas foram selecionadas e implementadas, o que significou um crescimento de 1.028%. Quando comparado à edição atual, o crescimento foi superior a 3.357%.

“Com a missão de ser um programa de referência em processos de alfabetização científica em nível nacional e internacional, o PCE trabalha mais do que a inserção da ciência no cotidiano escolar. Ele prepara coordenadores e apoios técnicos do processo de elaboração de projetos até a publicação dos resultados de trabalhos científicos. Para isso conta com o curso de Metodologia da Pesquisa Científica Aplicada à Educação Básica”, pontou Maria Olívia.

Municípios contemplados

Fora da lista de contemplados desde 2011, o município de Boa Vista dos Ramos (distante 269 quilômetros) teve dois projetos aprovados esse ano. Outra cidade que se destacou foi Urucará (distante 281 quilômetros), que irá participar pela primeira vez do PCE. A surpresa, entretanto, ficou com o município de Rio Preto da Eva (distante 80 quilômetros) que pela primeira vez em 10 anos não participa do programa, demonstrando a concorrência entre os municípios do interior.

Há oito anos participando do PCE, por meio de uma parceria entre Prefeitura de Manaus e Governo do Estado, a Secretaria Municipal de Educação da capital (Semed) teve 51 projetos contemplados. As propostas são tanto da zona rural quanto da ribeirinha. Para a coordenadora PCE no município, Socorro Freitas, a cada ano que passa a participação só aumenta e a satisfação de poder fazer parte de um programa como esse também.

“A cada ano e edição que passa o trabalho e a motivação de integrar o PCE só tem aumentado. Esse ano vamos realizar cada atividade com um gostinho especial de comemoração, pelos 10 anos do programa. Vamos trabalhar para acompanhar e desenvolver cada vez mais projetos científicos em Manaus junto com os nossos parceiros”, destacou a coordenadora.

Por: Jamyly Macedo – Agência Fapeam

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.