Famílias do Jorge Teixeira III começam a ser reassentadas pela Prefeitura

(Foto: Ascom)

Os moradores do bairro Jorge Teixeira etapas I e III, atendidos pelo Programa de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Socioambiental de Manaus (Prourbis), já estão em apartamentos novos e seguros, construídos pela Prefeitura de Manaus.

Nesta terça-feira, 03, mais 10 famílias, de um total de 30 que moravam em áreas de risco, foram reassentadas no residencial Helso do Carmo Ribeiro (AH3), na Avenida Hilário Gurjão, com o auxílio do serviço social do programa. Apesar do sol e do trabalho de carregar móveis e objetos pessoais para os apartamentos — pois algumas famílias optaram por realizar sozinhas suas mudanças para os residenciais — os moradores estampavam nos rostos o sorriso de quem vai passar o natal numa casa novinha.

Foi o que aconteceu com a família da dona de casa Dalvalira Fernandes, 45, que ficou empolgada ao ver seus móveis sendo transferidos para dentro de sua nova casa. “Imagine o quanto a gente precisava de um local como esse. Nós estávamos morando num local muito difícil, porque alagava muito. Quando chovia, a gente não podia dormir com medo da casa alagar”, disse a dona de casa. Dalvalira lembra que, por muitas vezes, perdeu tudo o que tinha com as alagações. “Eu já perdi cama, sofá, guarda-roupas. É muito sacrifício viver daquele jeito. A gente pena mesmo! E, quando eu vejo esse apartamento, longe das alagações, eu fico muito feliz porque agora eu não vou mais perder meus bens e nem meus filhos correrão mais risco de vida”, disse.

Quem estava sem palavras para descrever a felicidade de ganhar uma casa nova era a dona de casa Maria Leone, 49. Ela e a família viviam na área baixa do bairro, no beco Traíra, na rua de mesmo nome, no Jorge Teixeira II. Durante a chuva que atingiu a cidade de Manaus na semana passada, ela e mais 32 famílias ficaram ilhadas dentro de casa, com as residências alagadas.

“Minha casa ficou totalmente alagada. Eu perdi quase tudo o que tinha. Todos os anos, nós que morávamos naquela área, éramos muito prejudicados com as chuvas. A prefeitura tinha que nos dar uma solução”, disse.

Foi o que aconteceu. Após a alagação, as famílias atingidas foram reunidas pelas equipes do Prourbis e receberam a notícia de que, devido à gravidade dos casos, elas seriam transferidas para os residenciais.

“Eu não esperava passar o natal numa casa nova. Foi o melhor presente que já recebi. Eu e minha família estamos muito felizes e, agora, nossas crianças podem brincar livremente, temos uma casa segura e longe das alagações. Eu agradeço a Deus por isso”, disse a dona de casa.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.