Em Uarini, moradores tentam invadir delegacia após PM atirar contra homem

Vista parcial da cidade de Uarini
Vista parcial da cidade de Uarini
Vista parcial da cidade de Uarini

Uarini,AM – Cerca de 300 pessoas depredaram a delegacia de Uarini, na madrugada desta quarta-feira (18). O grupo também quebrou vidraças do hospital público do município.

De acordo com a polícia, o protesto teve início depois que um policial militar, que estava de folga, atirou contra um morador da cidade. A vítima sobreviveu ao tiro. O PM foi preso.

Segundo a Polícia Militar em Uarini, o PM disparou contra o homem por volta das 3h desta quarta durante uma festa que ocorria na praça de eventos da cidade. O projétil atingiu o rosto da vítima, que foi levada para o hospital do município.

Após o disparo, policiais militares deram início às buscas pelo PM, que foi preso nas imediações da praça com uma arma. Ele foi levado para a delegacia da cidade. Depois da prisão, moradores tentou invadir a unidade. Segundo a polícia, o grupo depredou uma viatura da PM e outra da Polícia Civil. Os manifestantes também teriam jogado pedras contra a delegacia.

O grupo teria seguido para o hospital da cidade, e tentado impedir a transferência do homem baleado para o hospital de Tefé. De acordo com a PM, os moradores chegaram a depredar parte do hospital. Na tentativa de conter o grupo, policiais teriam se ferido. Os manifestantes se dispersaram ainda na madrugada. A polícia ainda desconhece os motivos que levaram o grupo a depredar o hospital, já que o alvo do protesto seria o PM.

Conforme o segundo sargento Sebastião Pereira, do 2º Grupamento do 3º Batalhão da PM (BPM), o policial preso havia sido remanejado da cidade de Tefé e ficaria em Uarini por 30 dias para dar reforço ao policiamento. Ele ainda será ouvido pela Polícia Civil.

Amazonianarede-TVAM

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.