Eleição de 471 conselheiros locais de saúde fortalece controle social no SUS

(Reportagem: Eurivânia Galúcio – Semsa)

A participação social no Sistema Único de Saúde (SUS) está sendo fortalecida, em Manaus, com 471 novos conselheiros locais de saúde, entre titulares e suplentes, que foram eleitos e nomeados em um processo eleitoral realizado nos meses de julho e agosto.

O Ato Declaratório Final, referente ao processo eleitoral, foi homologado pelo Conselho Municipal de Saúde (CMS/MAO) nesta terça-feira, dia 17, durante a 9ª Assembleia Geral Ordinária da entidade. Após esse processo, a homologação será encaminhada ao prefeito Arthur Neto para que seja publicado decreto de nomeação e posse dos novos conselheiros.

O grupo de 471 conselheiros irá integrar 44 Conselhos Locais de Saúde (CLS’s), representando trabalhadores, usuários e gestores do SUS, e irão atuar diretamente junto a 44 Unidades Básicas de Saúde. O secretário municipal de Saúde e presidente do CMS/MAO, Evandro Melo, informa que, com a nova eleição realizada este ano, o município de Manaus passará a ter um total de 57 CLS’s e 614 conselheiros locais, já que no ano passado houve a eleição para outros 13 CLS’s.

Os Conselhos Locais são órgãos integrantes do Conselho Municipal de Saúde e têm como função fiscalizar, propor e deliberar sobre a gestão dos serviços nas Unidades Básicas de Saúde às quais estão integrados, atuando localmente. São compostos por representantes de usuários (50% das vagas), de trabalhadores (25% das vagas) e de gestores (25% das vagas).

“Os conselheiros locais representantes de trabalhadores e de usuários são nomeados através de eleição. Usuário de saúde vota no candidato usuário e trabalhador vota no candidato trabalhador. Os representantes dos gestores ocupam a vaga no Conselho de Saúde por indicação do gestor responsável. São pessoas que atuam de forma voluntária e que, no caso dos Conselhos Locais, atuam junto à gestão, organização e planejamento da Unidade de Saúde. São pessoas que irão contribuir com a gestão para a resolução dos problemas de saúde da população, fazendo a ponte entre as reais necessidades dos usuários e a gestão local do serviço”, explica Evandro Melo.

De acordo com a conselheira Nara Núbia Garcia de Sousa, integrante da Comissão Organizadora do Processo Eleitoral para os CLSs, com a eleição realizada este ano, todas as Unidades de Saúde das zonas Norte, Leste, Oeste e Centro-Oeste, passarão a contar com o apoio de um Conselho Local de Saúde. “Ainda é preciso concluir as Unidades de Saúde no Distrito Sul e no Distrito Rural (terrestre e fluvial), mas é um trabalho contínuo coordenado pelo Conselho Municipal de Saúde, e a intenção é instalar um CLS em 100% das Unidades de Saúde”, informa Núbia Garcia, lembrando que o mandato dos conselheiros é de três anos.

Eleições – O presidente da Comissão de Criação e Assessoramento dos Conselhos Locais e Distritais de Saúde do CMS, Gilson Aguiar da Silva, explica que o processo eleitoral realizado esse ano pode ser considerado um sucesso para o fortalecimento do Controle Social, por ter conseguido envolver trabalhadores, usuários e gestores das Unidades de Saúde.

“Praticamente 100% dos três segmentos do SUS participaram do movimento para a eleição dos seus representantes. Contribuiu para isso o intenso trabalho de divulgação que foi realizado, em parceria com os Distritos de Saúde, para sensibilizar as pessoas sobre a importância do controle social para o Sistema Único de Saúde. As pessoas estão passando a entender melhor que o papel do conselheiro local não é somente de fiscalizar as ações do gestor, mas também de oferecer uma contribuição efetiva para a resolução dos problemas, apoiando o trabalho dos gestores na busca por soluções e estratégias para a melhoria dos serviços”, ressalta Gilson Aguiar.

De acordo com Gilson Aguiar, a previsão é que os novos conselheiros locais de saúde tomem posse ainda no mês de novembro deste ano. Além disso, o CMS está trabalhando para iniciar a composição dos Conselhos Distritais de Saúde, que irão atuar no âmbito de cada um dos cinco Distritos de Saúde de Manaus. A expectativa é que esse trabalho possa ser efetivado no primeiro semestre de 2014 com eleição dos conselheiros distritais de saúde.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.