Diretor do Inpa recebe insígnia do mérito científico em Brasília

(Fonte: Ascom Inpa*)

A entrega das insígnias da Ordem Nacional do Mérito Científico deu início às atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) 2013 do Distrito Federal, nesta segunda-feira (21), em Brasília.

A honraria foi entregue pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp – representando a presidenta Dilma Rousseff –, a 70 cientistas e personalidades que contribuíram para o avanço da ciência brasileira, dentre eles está o diretor do Inpa Adalberto Val.

Adalberto Val é pesquisador do Inpa onde estuda, desde 1981, a respiração e as adaptações dos peixes da Amazônia às modificações do meio ambiente, tanto aquelas de origem natural como aquelas causadas pelo homem. Val realizou pós-doutorado na Universidade da Columbia Britânica, no Canadá, e tem mantido intensa cooperação técnico-científica.

Ele é autor de mais de 100 trabalhos em periódicos nacionais e estrangeiros; mais de 20 capítulos de livros, entre os quais se destacam as publicações “Peixes da Amazônia e seu ambiente(Fishes of the Amazon and their Environment)” pela editora Springer Verlag (1995) e “A fisiologia de peixes tropicais (The Physiology of Tropical Fishes)” publicado pela Academic Press (2006).

Val é associado a várias sociedades científicas nacionais e estrangeiras, no âmbito das quais organizou 13 eventos, sendo nove internacionais. Ele orientou mais de 60 alunos de Iniciação Científica e mais de 50 profissionais em nível de mestrado, doutorado e pós-doutorado.

Em 2002, recebeu a Comenda da Ordem Nacional do Mérito Científico e, em 2004, recebeu o Prêmio Excelência da mesma Sociedade Americana de Pesca em decorrência de sua contribuição científica na área de fisiologia e bioquímica de peixes. É bolsista de produtividade 1A do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Em 2005 foi eleito membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC).

Em maio de 2006, assumiu a direção do Inpa. Em 2007, foi eleito Conselheiro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e vice-presidente da ABC para a Região Norte. Em 2008 recebeu a Grande Ordem do Mérito Legislativo do Estado do Amazonas.

A homenagem

Instituída pelo decreto 772, de 16 de março de 1993, a Ordem Nacional do Mérito Científico é considerada a mais importante condecoração na área científica e tecnológica do país e se destina a premiar personalidades nacionais e estrangeiras que se destacaram por sua contribuição ao desenvolvimento da área.

Os agraciados – indicados por autoridades ligadas à área científica e tecnológica para as duas classes de membros, grã-cruz e comendador – foram admitidos ou promovidos com as insígnias, além de diploma assinado pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, chanceler da ordem. Também foram concedidas medalhas de prata a representantes do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa ( Confap) e do Conselho Nacional de Secretários de Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti).

Em seu pronunciamento, o ministro Raupp falou da importância do prêmio, que, a cada edição, além da presença dos cientistas de renome do país, também têm reconhecido instituições da sociedade civil. Para ele, essa valorização fortalece ainda mais a ciência brasileira. “Identificando que existe esse reconhecimento essas pessoas se dedicam mais. É um círculo virtuoso que se cria de cooperação em todos níveis da sociedade brasileira pelo desenvolvimento do país”, afirmou

*Com informações do Ministério da Ciência e Tecnologia

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.