Deu certo: Governo promete atender a manifestação dos moradores e desiste de instalar unidade de ressocialização de presos no Tarumã

Deu certo: Governo promete atender a manifestação dos moradores e desiste de instalar unidade de ressocialização de presos no Tarumã

Manaus, AM _ A resistência de moradores de condomínios e residências e comerciantes da Ponta Negra, Tarumã e Campos Sales contra a implantação de uma unidade de ressocialização penal da Secretaria da Administração Penitenciária (Seap), na zona Oeste de Manaus foi vitoriosa e, após a manifestação da manhã deste sábado (7/7), eles conseguiram uma promessa do Governo do Estado, de barrar a intenção da secretaria.

No final da manhã, eles anunciaram que o governo determinou que a Seap suspensa as negociações para aquisição do galpão onde a unidade funcionaria.

O ato de mobilização pacífico, que começou às 10h, foi no cruzamento da Avenida do Turismo com a Avenida Santos Dumont – a estrada do aeroporto -, também na zona Oeste da capital.

O sábado foi o dia escolhido para evitar problemas ao tráfego de veículos. Equipes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) acompanharam o protesto.

As tratativas para o aluguel do galpão chegaram a ser confirmadas à Rede Tiradentes pelo secretário da pasta, coronel PM Cleitmann Coelho Rabelo. Segundo ele, o galpão abrigaria um projeto de ressocialização de presos do regime semiaberto em “atividades laborais”.

Durante a semana, em Nota, a Seap informou que o a situação ainda não estaria definida e que o local fica distante da área residencial. Os moradores não aceitaram a justificativa e decidiram manter a mobilização que culminou na decisão que eles esperavam. Eles afirmam que vão acompanhar o andamento do caso atentamente para não serem surpreendidos.

Amzoninarede-RT

 

Parte inferior do formulário

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.