Delegado de Policia Civil toca o terror no município do Juruá

A população da cidade de Juruá (foto) está revoltada com a situação
A população da cidade de  Juruá (foto) está revoltada com a situação
A população da cidade de Juruá (foto) está revoltada com a situação

Juruá, Am – Distante 664 quilômetros em linha reta da capital amazonense, o município do Juruá vem se tornando ao logo dos anos um dos mais importantes municípios do Amazonas, seja na economia ou da aréa social.

Mas os moradores estão estarrecidos com os últimos acontecimentos na cidade, principalmente envolvendo o delegado de policia Daniel Pedreiro da Trindade, que ainda esta no processo probatório mas esta aterrorizando os moradores da região.

Ele esta promovendo na cidade sem a devida autorização do Conselho Estadual de Educação Fisica, assim como coloca presos para lutar no corredor da Delegacia de Policia do município.

Daniel da Trindade também esta sendo acusado de ter engravidado uma adolescente de 15 anos e ter deflorado outras menores da cidade de Juruá.

Uma das vitimas é a menor da Iniciais J.N.S de 14 anos, a mãe da menor uma professora da rede municipal, ao tomar conhecimento do ocorrido com a filha tomou as devidas providencias, ao comunicar o ocorrido ao Conselho Tutelar do município de Juruá, a Secretaria Estadual da Segurança, que encaminhou a denuncia para a Corregedoria, foi entregue também denuncia para a Secretaria Estadual de Direitos Humanos, onde a própria secretaria Graça Prola já tomou conhecimento das denuncias contra o delegado Daniel da Trindade e para a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Amazonas.

A mãe da menor espera que o Ministério Publico Estadual também possa intervir na situação, a professora municipal disse que a filha dele foi seduzida pelo delegado “ Estou desesperada a minha filha única foi deflorada por um agente da lei, que deveria manter a lei e a ordem, não ficar seduzindo as nossas crianças ou realizando combates de Vale Tudo na delegacia, temos por minha vida, pois já foram a casa da minha mãe me ameaçar, por isso estou expondo a situação criminosa do delegado de Jurua” disse a assustada mãe.

Apuração dos fatos

Fontes da secretaria de segurança garante que o secretario Sergio Fontes ficou estarrecido ao tomar conhecimento das denuncias e mandou que tudo fosse esclarecido, é o que a sociedade espera que existe uma atitude compreensiva da Secretaria de Segurança.

O delegado Daniel Pedreiro da Trindade foi afastado das funções, mas estranhamente continua a emitir mandatos de prisão e intimações, ele revelou a amigos próximos que pretende abrir uma academia de artes maciais em Juruá, e já esta dando inicio com as aulas sendo ministradas aos detentos que se encontram na delegacia.

E para completar o circo de horror detentos do município de Jurua, visivelmente constrangidos pousaram para uma fotografia onde pedem apoio ao delegado Daniel da Trindade, no mesmo cenário dos combates entre detentos na delegacia. Professores de Educação Física e técnicos de Jiu Jitsu ficaram indignado com a forma como o delegado esta ministrando treinamentos durante o banho de sol.

O presidente da Associação Amazonense de Desporto Luís Borges Neto afirmou que para fazer umserviço de recuperação de condenados é preciso primeiro fazer um trabalho especifico com profissionais qualificados pois o treinamento é diferenciado em vários aspectos, e a presença de um psicólogo junto ao detentos é de primordial importância para se conseguir chegar a reabilitação concreta, e Luís Borges chama atenção para a forma de treinamento que tem que ser realizado em lugar adequado e os praticantes com equipamentos de segurança, com houver a necessidade.

Amazonianarede-Kannedy Lyra

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.