Defesa Civil constrói pontes de madeira em áreas alagadas em Manaus

Manaus – Atenta aos problemas causados pela cheia do rio Negro, a Prefeitura de Manaus começa a se movimentar para levar um pouco mais de conforto, segurança e tranquilidade ás famílias ribeirinhas castigas pela subida das águas.

Devido a isso,técnicos da Defesa Civil Municipal deram início aos trabalhos de construção de pontes de madeira que vão auxiliar na locomoção de moradores de áreas próximas às margens do Rio Negro, que já começam a sentir os efeitos da cheia. Os trabalhos foram iniciados pelo no bairro da Glória, Zona Oeste de Manaus, um dos mais afetados pela enchente recorde em 2012.

De acordo com a órgão, a ação é uma medida de prevenção à cheia. Na Glória, três ruas vão receber as pontes de acesso. As instalações no Beco Vitória, que terá 90 metros de ponte, devem ser concluídas nesta quinta-feira (11), conforme a previsão da Defesa Civil. Os outros pontos que serão atendidos são os becos do Matadouro e Coronel Salgado.

Ao todo, seis bairros estão incluídos no cronograma da Prefeitura para receberem as pontes que devem facilitar a passagem de pessoas em ruas e becos que apresentam alagamentos devido à subida do rio: São Raimundo, Presidente Vargas, São Geraldo, São Jorge, além de Educandos e Glória. Todos estes locais foram afetados e tiveram ruas e casas inundadas no ano passado.

Segundo o primeiro alerta de cheia do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) deste ano, a previsão é que o nível do Rio Negro chegue a 29,45m, e fique abaixo das duas maiores enchentes (2009 e 2012) registradas no Amazonas. No entanto, o órgão alertou que, apesar da previsão, a cheia será considerada de grandes proporções, já que ultrapassa a cota de 29 metros.

A Defesa Civil informou que as pontes construídas na capital têm nível acima da previsão de cheia anunciada pelo Serviço Geológico. Todas as construções terão 29,49 metros

Fonte – Defesa Civil Municipal 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.