Cuidado com os mosquitos: Dengue e Malária são doenças comuns em tempo de cheia

Cuidados com os mosquitos
Cuidados com os mosquitos
Cuidados com os mosquitos

Manaus – É comum no período de enchente nos rios d Amazônia, algumas doenças aparecer4em com mais frequência e em maior escala, como a dengue, por exemplo, por isso cuidados especiais precisam ser tomados par evitar a ocorrência.

Segundo dados da de acordo com a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas, (FVS) dengue e malária são as mais preocupantes nesta época do ano.

Em comparação a 2014, no entanto, esse número foi reduzido: entre janeiro e fevereiro do último ano ocorreram 3.435 casos de dengue e 8.560 de malária; este ano, os números foram reduzidos para 766 e 3.068, respectivamente.

Informações da Assessoria de imprensa do órgão no Amazonas, as ações de vigilância continuam de forma intensa ainda que o número menor de casos seja positivo. Em nota foi informado que ‘é preciso ressaltar que ao invés de reduzir houve um aumento de casos em alguns municípios como Barcelos, Lábrea e Santo Antônio do Içá’.

Além disso, uma ‘pactuação entre o Estado e os municípios foi feita para o controle vetorial, o aumento de diagnóstico e tratamento da malária, através de treinamento e envio de insumos laboratoriais’. Para 2015, a continuidade dessa parceria com o Estado irá intensificar com a aquisição e distribuição de 50 mil mosquiteiros impregnados.

Orientações

Na luta pela redução dos casos de dengue e malária no Amazonas, desde outubro de 2014 a FVS-AM abasteceu os municípios amazonenses que registram a ocorrência do vetor da dengue (Aedes aegypti) com material educativo referente à ‘Campanha de 10 Minutos contra a Dengue e Chikungunya’. A campanha visa interromper o ciclo de vida do mosquito por meio da eliminação dos criadouros.

O vetor pode transmitir quatro sorotipos de dengue e também o vírus Chikungunya, doença que provoca sintomas semelhantes aos da dengue. “Os profissionais dos serviços de saúde estão aptos para atender os casos clínicos de malária, dengue e agora chikungunya também tanto da rede pública quanto da rede particular”, garantiu a FVS.

Amazonianarede-Assessoria FVS

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.