Com show de Jô, Atlético-MG atropela o São Paulo e avança às quartas

Belo Horizonte – Em grande noite do atacante atleticano, que marcou três gols, Galo não deu chances ao rival paulista. E Rogério Ceni pode ter se despedido da Libertadores…

O Atlético-MG não deu chances para o São Paulo sonhar com a vaga. Em grande noite de Jô, que marcou três gols, o Galo goleou por 4 a 1 no Independência e avançou com facilidade às quartas de final da Libertadores. No Morumbi, os mineiros já haviam vencido: 2 a 1.

Ronaldinho Gaúcho, mais uma vez, ditou o ritmo do time de Cuca. Diego Tardelli, que deixou sua marca, também foi destaque. Aos paulistas, restou um gol solitário de Luis Fabiano, quando o vexame já estava consolidado.

Pode ter sido uma despedida melancólica para Rogério Ceni na Libertadores. Com dez participações, dois títulos e 14 gols na competição, o goleiro deve se aposentar no fim deste ano.

O próximo rival do Atlético-MG será Palmeiras ou Tijuana (MEX). No jogo de ida, brasileiros e mexicanos empataram sem gols, no México. A volta é terça-feira que vem.

O JOGO

Nem parecia que era o São Paulo quem precisava de uma vitória por dois gols de diferença. O Atlético-MG começou voando, ganhando todas as divididas, pegando todos os rebotes e criando chances atrás de chances.

Na primeira, logo de cara, Ronaldinho cobrou falta no travessão. O time do Morumbi, acuado, deveria comemorar por ter terminado o primeiro tempo perdendo “apenas” por 1 a 0.

O lance do gol, aos 17 minutos, foi emblemático. Diego Tardelli recebeu livre pela esquerda e encontrou Bernard, também com muito espaço, na entrada da área. Rafael Toloi até conseguiu cortar, mas Jô surgiu, também sozinho, para fuzilar Rogério Ceni com um belo chute de pé esquerdo.

O Tricolor até esboçou algumas chegadas à área e Victor saiu nos pés de Ganso para evitar o gol de empate, aos 25, mas o lance foi uma exceção à regra.

Toda bola levantada na área paulista virava um pesadelo: Ceni fez milagre em desvio de Jô e Diego Tardelli ficou por centímetros de marcar o segundo gol cabeceando livre na pequena área. Pelo chão, com velocidade, o Galo também era efetivo. Na última oportunidade da etapa inicial, Jô avançou pela direita e rolou para Bernard chutar com endereço. Toloi tirou em cima da risca.

No intervalo, Ney Franco promoveu a estreia do atacante Silvinho, ex-Penapolense, tirando Paulo Miranda. Douglas, que vinha errando tudo como armador, passou para a lateral-direita.

A marcação da equipe visitante continuou frouxa e, com cinco minutos, Jô já estava chutando mais uma bola venenosa, esta no travessão. Aos oito, o São Paulo deu sinal de vida: Luis Fabiano deixou Gilberto Silva para trás e cruzou. Victor soltou e Ganso rolou para Silvinho furar na pequena área, sozinho.

Era o último suspiro. Aos 17, Leandro Donizete tocou de cabeça para Jô invadir a área sozinho e marcar mais um, por entre as pernas de Ceni. Logo na sequência, Rafael Toloi recuou de cabeça para o goleiro, mas Tardelli chegou antes e fez o terceiro, por cobertura.

Ademilson ainda substituiu Denilson, mas já era tarde. Tanto que Ronaldinho olhou para um lado e tocou para o outro no quarto gol da noite. A assistência foi para o iluminado Jô, que bateu de primeira e correu para o abraço mais uma vez.

O gol de Luis Fabiano, que aproveitou rebote de Victor e empurrou para o gol aberto, quase não foi notado. O Galo continuou amassando o adversário em seu campo de defesa, com direito a dribles fantásticos de Ronaldinho.
Já no último lance do jogo, Carleto e Rosinei se estranharam e acabaram expulsos. Que venham as quartas!

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 4 X 1 SÃO PAULO
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data/Hora: 8/5/2013 – 22h (de Brasília)
Árbitro: Roberto Silveira (URU)
Assistentes: Carlos Pastorino (URU) e Gabriel Popovits (URU)
Renda/Público: Não disponíveis
Cartões Amarelos: Leandro Donizete e Diego Tardelli (CAM); Denilson e Jadson (SAO)
Cartões Vermelhos: Rosinei, após o apito final (CAM); Carleto, após o apito final (SAO)
GOLS: Jô, aos 17’/1ºT (1-0); Jô, aos 17’/2ºT (2-0); Diego Tardelli, aos 19’/2ºT (3-0); Jô, aos 24’/2ºT (4-0) e Luis Fabiano, aos 30’/2ºT (4-1)
ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Gilberto Silva, Réver e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete (Josué, 27’/2ºT), Ronaldinho, Bernard (Luan, 32’/2ºT) e Diego Tardelli (Rosinei, 37’/2ºT); Jô. Técnico: Cuca.
SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda (Silvinho, Intervalo), Rafael Toloi, Edson Silva e Carleto; Wellington, Denilson (Ademilson, 20’/2ºT), Jadson (Maicon, 25’/2ºT) e Ganso; Douglas e Luís Fabiano. Técnico: Ney Franco.(Lancenet)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.