Com gol a la Messi de Biancucchi, Vasco vence a segunda seguida no Brasileirão

Biancucchi, primo de Messi fez o gol da vitória vascaína em S. Januário
Biancucchi, primo de Messi fez o gol da vitória vascaína em S. Januário
Biancucchi, primo de Messi fez o gol da vitória vascaína em S. Januário

Rio – A chegada de Celso Roth parece ter realmente dado uma chacoalhada no Vasco. Em seu segundo jogo no comando do cruzmaltino, o técnico conseguiu a segunda vitória seguida, desta vez sobre o Avaí por 1 a 0, nesta quarta-feira, em São Januário, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. Emanuel Biancucchi, em belíssimo chute de fora da área, garantiu mais três pontos para o Gigante da Colina. Porém, o triunfo não tira a equipe da zona de rebaixamento. 

Com a segunda vitória seguida, o Vasco chega a nove pontos, mas não consegue deixar o Z-4 e fica na 17ª posição. No próximo sábado, o Cruzmaltino volta a campo e visita a Chapecoense, às 21h, na Arena Condá. Já o Avaí perde a segunda seguida e para em 12 pontos na 12ª colocação. No domingo, o Leão recebe o Sport, às 11h, na Ressacada.

O JOGO

Buscando a segunda vitória no Brasileirão, o Vasco entrou em campo contra o Avaí com uma postura ofensiva desde o início. Logo no primeiro minuto, Riascos já teve chance marcar. Após cobrança de lateral, a bola sobrou para o colombiano, que não conseguiu pegar em cheio, mas quase encobriu o goleiro Vagner. No minuto seguinte, novamente em bola espirrada, mas desta vez com John Cley, o cruzmaltino chegou com perigo, mas o meia parou no arqueiro catarinense.

A pressão do Gigante continuou, que chegou novamente com Gilberto, que chutou para defesa de Vagner. No rebote, John Cley empurrou para o gol, mas foi invalidado por impedimento. O início do Vasco foi avassalador e animou a torcida em São Januário. Dois minutos depois, o cruzmaltino chegou de novo, mais uma vez com John Cley, que entrava sozinho, mas novamente foi marcada a posição irregular, apesar do meia estar na mesma linha.

O jogo começou muito quente e era lá e cá. Aos 8, o Avaí teve a sua primeira boa chegada no ataque e quase marcou com Romulo, mas Anderson Salles conseguiu chegar travando e evitou a ótima chance de gol dos catarinenses. Após o bom inicio, o Vasco diminuiu um pouco o ritmo da partida, mas dominava amplamente e tentava sair sempre em velocidade.

Sempre chegando pelos lados, o Vasco chegava bem com os seus laterais. Tentando diminuir o ritmo do cruzmaltino, o Avaí segurou mais a bola e brecou uma parte do ímpeto vascaíno. O jogo caiu de qualidade e os times se restringiam a jogadas no meio-campo, sem conseguir criar chances de finalização.

Já no fim do primeiro, John Cley produziu mais uma boa chance de gol aos 44. O meia cruzou da direita para Gilberto, que conseguiu vencer a zaga e desviar a bola, que bateu caprichosamente na trave de Vagner.

Na volta do segundo tempo, o ritmo do jogo se manteve. Aos 6, o Vasco acertou mais uma vez a trave, desta com Anderson Salles em bela cobrança de falta. Porém, com o passar do tempo, o nível da partida caiu e muito. Os times passaram a ter muitas dificuldades em acertar uma troca de passes e perdiam a posse de bola com rapidez.

Porém, aos 23, Emanuel Biancucchi desencantou e fez uma pintura. Guiñazu roubou a bola ainda no campo de ataque, rolou para Gilberto, que rolou para o meia argentino acerta um chute de rara felicidade de fora da área. Adiantado, Vagner pulou, mas não teve chances de chegar na finalização que morreu quase no ângulo direito do goleiro. 1 a 0 Vascão.

A vantagem no placar fez com que o Vasco diminuísse ainda mais o ritmo da partida. O Cruzmaltino tentava manter a posse de bola para não dar chances ao Avaí de empatar, que tentava sempre sair em velocidade, mas abusava dos erros de passe. Tentando explorar a bola parada, os catarinenses tiveram uma chance de ouro com Emerson após cobrança de escanteio, mas o zagueiro cabeceou fraco em cima de Charles. Porém, a vitória, a segunda seguida, já estava garantida para o Vasco.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1×0 AVAÍ

Estádio: São Januário Árbitro: Marcos André Gomes Gols: Emanuel Biancucchi (Vasco, aos 23′ do 2ºT) Cartões Amarelo: André Lima (Avaí) e Christiano, Lucas  (Vasco) Cartões Vermelho: Rafael Silva (Vasco) e Antonio Carlos (Avaí)

VASCO: Charles, Madson, Anderson Salles, Rodrigo e Christiano; Guiñazu, Lucas, John Cley (Emanuel Biancucchi, aos 8′ do 2ºT) e Julio Cesar (Rafael Silva, aos 15′ do 2ºT); Riascos e Gilberto (Julio dos Santos, aos 31′ do 2ºT). Técnico: Celso Roth

AVAÍ: Vagner, Nino Paraíba, Antonio Carlos, Emerson e Romário; Eduardo Neto, Renan, Juninho (Everton Silva, aos 22′ do 2ºT) e Pablo (Denner, aos 35′ do 2ºT); André Lima (William, aos 15′ do 2ºT) e Romulo. Técnico: Gilson Kleina

Amazonianarede-O Dia

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.