Em Manaus, clima de Copa do Mundo domina moradores do Morro da Liberdade

Manaus – Os moradores da rua 24 de Agosto, no bairro Morro da Liberdade, zona sul de Manaus, já entraram no clima da Copa do Mundo da FIFA.

A 77 dias do início do torneio, a via já ostenta uma enorme bandeira do Brasil e um escudo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O trabalho começou ainda em fevereiro, mas a primeira arte feita de bandeirinhas só foi concluída há poucos dias, porque as fitas de plástico nas cores azul e branco chegaram no mercado somente em março. “Desde 2002 decoramos nossa rua, mas, neste ano, resolvemos antecipar e começamos antes do Carnaval”, disse o funcionário público Eduardo Lucas da Silva, 47.

“A Copa vai ser aqui, e queremos receber bem todos que vierem”, ressaltou o funcionário público, que é um dos organizadores do mutirão de moradores que ornamenta cerca 200 metros da rua 24 de Agosto. Ele afirmou que a comunidade tem três paixões: o futebol, a escola de samba Reino Unido da Liberdade e a padroeira do bairro, Nossa Senhora do Coração Imaculado de Maria.

“Vamos usar um milhão de fitas e gastar cerca de R$ 50 mil nessa decoração”, afirma o responsável artístico do projeto, o industriário e artista plástico Aldo Alves, 37. Ele coordena uma equipe de moradores dedicados na montagem dos mosaicos de fitas coloridas. Para pagar os custos, a comunidade se reúne para realizar bingos e festas com objetivo de arrecadar o dinheiro necessário. O próximo evento já está marcado. “Faremos o Festival do Peixe Frito no próximo dia 6 de abril”, informou, empolgado com a programação.

Brazuca – Para completar a festa, a rua recebeu a visita da Brazuca, a bola oficial da Copa do Mundo da FIFA no Brasil. O pequeno Alberto Alves, de três anos, e seus amigos viram de perto e brincaram pela primeira vez com a bola que as seleções vão usar nas arenas da Copa. “Eu gosto de futebol”, frisou o menino.

Oportunidade – De olho nas oportunidades trazidas pela Copa do Mundo em Manaus, o artista plástico responsável pela ornamentação diz que está aberto a propostas para mostrar seu trabalho em qualquer lugar. “Podemos fazer uma imagem ou a marca de uma empresa na rua. Fica bonito e todo mundo vê”, afirma Aldo Alves.

A comunidade também está de olho no público estrangeiro e, para isso, vai disponibilizar recepcionistas bilíngues da própria comunidade para facilitar a comunicação com os turistas. Durante a Copa, a rua também terá música e um telão para transmissão dos jogos.

Foto: Chico Batata/Agecom

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.