Cerca de 16 mil estudantes da rede estadual participaram das provas da OBMEP

Poucas foram as faltas
Poucas foram as faltas
Poucas foram as faltas

Amazonas – As provas da segunda fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) foram aplicadas neste sábado. Aproximadamente 900 mil estudantes da rede pública de todo o País participarão das avaliações. Somente no Amazonas, 16.678 estudantes de 413 escolas públicas estaduais foram selecionados para a última fase da competição.

Como ocorre em anos anteriores, em 2016, a OBMEP foi organizada em duas fases. Na primeira, realizada no dia 7 de junho, as provas foram compostas por 20 questões de múltipla escolha. A segunda fase, para os alunos classificados na primeira avaliação, contará com provas dissertativas.

Em sua 12ª edição, a OBMEP é promovida anualmente pelos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação e Ministério da Educação (MEC), em parceria com o Instituto Nacional de Matemática Pura Aplicada (Impa) e Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). No Estado do Amazonas, a coordenação da olimpíada é feita pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e a mobilização para participação dos estudantes conta com o apoio do Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC).

Neste ano, as escolas da rede pública estadual da capital e do interior do Amazonas tiveram adesão total à olimpíada. Segundo o gerente do Ensino Fundamental dos Anos Finais e coordenador da olimpíada na SEDUC, professor Eriberto Façanha, a ampla divulgação nas escolas favoreceu a participação efetiva dos estudantes na competição.

“A rede pública estadual do Amazonas tem avançado positivamente, a cada ano, nas provas da OBMEP. A cada edição, os nossos estudantes têm alcançado um número favorável de medalhas de ouro, prata e bronze, além de menções honrosas na competição.

A tendência é que nessa edição, esses números possam aumentar, uma vez que realizamos um trabalho muito importante na divulgação da olimpíada tanto na capital quanto no interior, em parceria com a Universidade Federal do Amazonas e também na preparação dos nossos professores, por meio de encontros pedagógicos, a fim de que eles pudessem desenvolver atividades com os alunos voltadas para as questões avaliadas na competição, como o raciocínio lógico e pensamento matemático”, explicou o professor Eriberto Façanha.

Grupos de Trabalho

Em uma ação mais direcionada, a SEDUC por meio de seu Grupo de Trabalho (GT) de Matemática, formado por professores especializados na área, neste ano, passou a atuar mais diretamente na divulgação da OBMEP entre os professores e estudantes da rede estadual.

Conforme o coordenador do GT de Matemática na SEDUC, Nilo Sena, a divulgação da olimpíada foi um dos pontos mais trabalhados pela equipe de professores, dada a importância da competição. “Em parceria com a Ufam, coordenamos um trabalho de divulgação da OBMEP junto aos professores e estudantes da rede estadual, buscando destacar a importância da competição e mobilizando-os a participarem mais ativamente da olimpíada, já que uma das premiações da OBMEP, dá ao aluno a oportunidade de estudar fora do Estado, em um dos institutos mais renomados do país, o Instituto Nacional de Matemática Pura Aplicada (Impa)”, afirmou.

Premiações

A 12ª edição da OBMEP premiará estudantes com medalhas de ouro, prata, bronze e menções honrosas. Também serão premiadas escolas e as Secretarias de Educação que se destacarem em virtude do desempenho dos alunos.

Na edição de 2015 da OBMEP, a rede pública estadual de educação do Amazonas conquistou quatro medalhas de ouro, 13 de prata e 86 de bronze, totalizando 103 medalhas, além de 582 menções honrosas.

Amazonianarede – Ascom/Seduc

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.