Campanha visa redução de acidentes aéreos

A Campanha de Redução do Perigo de Acidentes Aéreos do Governo do Estado, sob a coordenação do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), chega ao município de Eirunepé (distante 1.159 quilômetros de Manaus) na primeira semana de julho. Lançada em maio, a ação já contemplou outras cinco cidades.

Em Eirunepé, o principal objetivo é convocar moradores e poder público a reduzir a quantidade de urubus do município, a partir do manejo e descarte correto do lixo para eliminar as fontes de alimento destas aves.

O grande número de urubus naquela cidade é considerado um perigo aviário uma vez que há risco de colisão entre aves e aeronaves que sobrevoam o espaço aéreo do aeroporto Amaury Feitosa Tomaz.

A campanha foi idealizada pelo presidente do Ipaam, Antonio Ademir Stroski, a partir de sua experiência em resíduos sólidos e viagens aos municípios amazonenses para orientar sobre a erradicação dos lixões a céu aberto e a transformação dos mesmos em aterros controlados.

Segundo Stroski, não são apenas os urubus que podem colidir com aeronaves. Estatísticas de acidentes aéreos no Amazonas por colisão com aves apontam que dentre 70 a 75% são com urubus. “Reduzindo-os, estaremos diminuindo significativamente um dos principais fatores de acidentes aéreos”, declarou o presidente do Ipaam.

Os hábitos corretos em relação ao lixo, além de reduzir as ameaças de perigo aviário também promovem outros benefícios, como a melhoria das condições sanitárias do município e a possibilidade dos resíduos se tornarem fatores de geração de emprego e renda, seja com as operações de coleta e aterramento, com o reaproveitamento, a reciclagem e o artesanato.

Funcionamento – A campanha começa com a chegada dos técnicos de educação ambiental do Ipaam ao município para dar treinamento à equipe de voluntários formada pela Secretaria de Meio Ambiente local. Após explicações teóricas, os técnicos saem a campo com os voluntários, demonstrando como são feitas as abordagens nas residências e estabelecimentos comerciais, principalmente feiras, mercados, matadouros, frigoríficos e restaurantes. No processo de conscientização são utilizados folhetos, cartazes e banners para dar visibilidade à campanha.

Ao fim de uma semana, os técnicos do Ipaam retornam a Manaus e a equipe local prossegue com a campanha até dezembro, quando serão avaliados os resultados e a necessidade de execução de uma segunda etapa.

Eirunepé é o sexto município a receber a campanha, que terá a presença dos técnicos do Ipaam de 1º a 5 de julho. O primeiro município foi Carauari, no período de 14 a 18 de maio, seguindo-se, no mesmo mês, os municípios de Parintins (20 a 24) e Tabatinga (27 a 31). Em Junho, as ações foram em Tefé (10 a 16) e Coari (17 a 21).

Em Coari – Segundo a técnica em educação ambiental do Ipaam que esteve na etapa de Coari, Vandete Souza, foram afixados 320 cartazes e 15 banners e entregues 2.661 folhetos em cada local onde aconteceram as abordagens. Em uma semana, a Campanha percorreu o centro de Coari e os bairros do Pera, Espírito Santo, Chagas e Tauá Mirim.

A equipe local foi formada por servidores das Secretarias de Terra e Habitação, Limpeza Pública, Obras Públicas, Meio Ambiente e Secretaria Extraordinária de Gás e Petróleo de Coari. Também representantes da Universidade Aberta do Brasil (UAB), Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e jovens Desbravadores da Igreja Adventista.

“Todos aprovam a iniciativa, mas nem todos estão sensibilizados a fazer o que é recomendado. Em alguns bairros, após os trabalhos não há mais tanto lixo pelas ruas. Em outros, ainda há muito. É preciso que haja mudança por parte das pessoas e dos gestores públicos”, comentou Vandete .

Campanha Paralela – Os técnicos do Ipaam também contribuíram com a Campanha “Coari Recicla” de Coleta Seletiva lançada pela Prefeitura de Coari, pelo objetivo comum entre as duas campanhas que é o ordenamento dos resíduos no município. O município já possui um centro de triagem de resíduos e prepara a criação de uma Associação de Catadores de Recicláveis. Somente no caso do papelão, são coletados cerca de 50 toneladas/dia.

Palestra – A equipe do Ipaam também recebeu convite da Escola Estadual João Vieira para realizare palestra sobre resíduos e perigo aviário aos alunos do segundo e terceiro anos do ensino médio. As palestras foram realizadas nos dias 17 e 18 de junho, à noite, para uma plateia de 71 alunos.

(Agecom) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.