Campanha de combate à sífilis: Teste Rápido nas “Carretas da Mulher”, nesta sexta-feira

Foto - Altemar Alcantara - Semcom

Foto - Altemar Alcantara - Semcom

Manaus – As Unidades Móveis de Saúde da Mulher que estão posicionadas no Parque Municipal do Idoso e no Parque Lago do Japiim e a Policlínica Comte Telles (que fica no bairro do São José) realizarão, nesta sexta-feira (19), o teste rápido para o diagnóstico da Sífilis. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Francisco Deodato, a oferta do exame nestas unidades da Prefeitura de Manaus faz parte da campanha organizada pelas Coordenações Estadual e Municipal de DST/Aids, alusiva ao Dia Nacional de Combate à Sífilis (20 de outubro).

Deodato frisa que o principal foco da campanha deste ano, é a Sífilis Congênita, aquela transmitida de mãe para filho. O objetivo das ações educativas é reforçar a informação de que a doença, ainda com elevada prevalência no País, pode ser prevenida se a gestante for corretamente diagnosticada e adequadamente tratada, evitando a transmissão da doença para o bebê, por meio da placenta.

O exame sorológico tradicional para o diagnóstico da Sífilis – mais conhecido como VDRL – e o tratamento da doença, que é feito à base de antibióticos, estão disponíveis na rede pública de saúde. O Teste Rápido que auxilia no diagnóstico da doença, vem sendo utilizado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) em ações específicas. A previsão é de que passe a ser adotado na rotina de atendimento às gestantes em breve, com a implantação do programa Rede Cegonha, executado em parceria com o Governo Federal.

A gerente de DST/Aids e Hepatites Virais da Semsa, Ana Carolina Leão, explica que, nesta sexta-feira, nas Unidades Móveis de Saúde que estão no Parque do Idoso e no Parque Lagoa do Japiim, o Teste Rápido da Sífilis será ofertado para as mulheres. O público masculino poderá fazer o teste apenas na Policlínica Comte Telles.

Outro local onde o teste será disponibilizado é a sede do Sindicato dos Estivadores, onde o trabalho será desenvolvido pela coordenação estadual de DST/Aids, da Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), em parceria com a Rede Mulheres Positivas, o Movimento Cidadãs Positivas do Amazonas e Associação de Prevenção às DST/Aids e Hepatites Virais do Amazonas (Soceama). Todas essas entidades, assim como a Pastoral da Aids/Centro Dom Jackson, são parceiras da campanha.

Profissionais da saúde

Ainda como parte da Campanha de Combate à Sífilis, três blitze educativas serão realizadas nesta sexta-feira. Uma delas acontece às 9h, na Maternidade Municipal Dr. Moura Tapajóz, na Compensa. À tarde, a partir das 14h, a ação será levada à Maternidade Ana Braga, da rede estadual. “Nas maternidades o público-alvo da blitz são os profissionais de saúde. O objetivo é reforçar junto aos profissionais a importância da identificação dos casos de grávidas que não tenham realizado o exame da sífilis, durante o pré-natal, para que elas sejam submetidas ao exame”, explica Ana Carolina.

Transmissão vertical

Segundo dados da Gerência Municipal de DST/Aids e Hepatites Virais, neste ano, 66 casos de sífilis congênita já foram notificados em Manaus. No ano passado, foram 103 notificações. A transmissão vertical (de mãe para filho) da doença pode ocorrer em qualquer fase da gestação, com consequências que podem ir da má formação do feto, aborto e, até mesmo, à morte do recém-nascido. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Doenças Sexualmente Transmissíveis, nas gestantes com sífilis recente não tratada, a taxa de transmissão vertical varia de 70% a 100% e, na tardia, de 30% a 40%.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.