“Camelôs”, agora microempreendedores, olham otimistas para o futuro com Shopping Popular do Centro

A Espírito Santo, foi a primeira galeria inaugurada pela Prefeitura de Manaus
A Espírito Santo, foi a primeira galeria inaugurada pela Prefeitura de Manaus

Manaus – Ao completar uma semana de abertura ao público, o Portal resolveu dar uma passada pelo Shopping Popular “Galeria Espírito Santo, Na rua 24 de Maio, esquina com a Joaquim Sarmento, no centro histórico de Manaus, para observar estes primeiros dias de funcionamento e colher opiniões de permissionários e consumidores.
A Espírito Santo, foi a primeira galeria inaugurada pela Prefeitura de Manaus, num grande esforço da administração Arthur Neto para livrar o centro do Manaus dos incômodos “camelôs” que infernizavam as ruas de Manaus e os seus calçadões, causando insatisfação nos manauaras e causando uma péssima impressão aos turistas, especialmente os que chegavam, a Manaus por via fluvial e logo no desembarque davam de cara com uma espécie de favela à céu abeto, com centenas de barracas de lonas, com mercadorias à venda.

A Galeria Espírito Santa, com mais de 300 boxes, no centro de Manaus, funciona de segunda a sábado, no horário comercial.

Promessa de campanha do prefeito Arthur Neto, que começa a ser cumprida, a Galeria Espírito Santo, com mais de três mil metros quadrados de área construída e capacidade para abrigar 323 ambulantes, hoje transformados em micro-empreendedores que deixaram as calçadas da Av. Eduardo Ribeiro, Praça da Matriz, rua Henrique Martins, Av. 7 de Setembro e da praça frontal ao Colégio do D. Bosco , ganharam espaço nobre e digno de trabalho, bem diferente do sufoco de trabalharem nas calçadas, sem o menor conforto e nenhuma estrutura.

Iniciamos a nossa via-sacra pela galeria e de cara fomos recepcionados Raimundo Sena, vice-presidente do Sindicato da categoria, que nos infirmou como vem ocorrendo este início de funcionamento daquele centro comercial popular, já com mais de 70% dos boxes ocupados e funcionando normalmente.

Esclareceu o sindicalista, que nem tudo está funcionando plenamente, mas o fato não está gerando nenhuma insatisfação aos ex-ambulantes, considerando que ainda faltam entrar em funcionamento algumas coisas, como os caixas eletrônicos, o PAC Municipal, o Sine, ainda falta alguns ajustes pontuais na energia eia elétrica e banheiros, nada que atrapalhe os trabalhos de que já está funcionando com suas venda no local, inclusive as duas praças de alimentação.

Para Raimundo Sena, apesar de alguns ajustes que estão faltando e que segundo ele até o final do mês deverão estar corrigidos pela administração municipal, frisou que “ o centro comercial Galeria Espírito Santo representa o marco inicial de uma nova história na cidade de Manaus e inicia verdadeiramente a retirada das ruas dos “camelôs” é como um grande presente para a categoria e para a cidade de Manaus, que ficará mais agradável para os seus habitantes e visitantes.“ Temos muito orgulho em participar dessa esforço histórico, comandado pelo prefeito Arthur Neto, que tem prestado todo o apoio a categoria”.- frisou

08-08galeria1Atendimento Vip

Nunca fui cliente de “camelô, mas observava o comportamento desses comerciantes informais, que tratavam os clientes sem o mínimo preparo e fui surpreendido no tratamento educado e fidalgo oferecido aos clientes.

“Isso foi possível graças a cursos e treinamentos providenciados pela Prefeitura, fato que deixou muitos satisfeitos esses, agora micro-empreendedores, até porque não querem mais ser tratados e conhecidos como “camelôs”“ é dessa forma que estamos criando uma nova identidade e ganhando dignidade”, disse o permissionário que por timidez não quis se identificar. Diante do que era num passado bem recente e do que ocorre agora, atendimento na Galeria Espírito Santo é Vip.

“Temos que tratar bem os nossos clientes, com paciência e educação, por será dessa maneira que iremos manter e aumentar a nossa clientela” a permissionária que também não quis se identificar. “Esse é o nosso grande sonho para um futuro melhor e mais feliz” – disse uma permissionária que também não quis se identificar e respeitamos a sua decisão.

Presente de Deus

Chegamos ao Box da micro-empreendedora Graça Santos, 66 anos e 32 atuando no ramo, nas ruas de Manaus, mais precisamente com uma banca na Av. Eduardo Ribeiro.

Indagamos se ela estava satisfeita com o novo ponto de trabalho e não se fez de rogada. “Olhe moço essa Galeria para nós como um grande presente de Deus”. Estamos muito bem. O local é ótimo e como o pessoal ainda não conhece as vendas ainda estão abaixo do que eram nas ruas, mas tenho certeza que dentro de pouco tem a coisa fica igual, ou melhor.

Continuando ela afirmou: “Aqui temos segurança, se quisermos temos onde fazer nossas refeições, pois temos duas praças de alimentação, banheiros bons e limpos e segurança para nós e nossos clientes, o que praticamente não tínhamos nas ruas. Aqui, é TDB – Tudo de bom e por isso estamos muito contentes -” conclui.

Para o seu Rony Lima, que atua a 14 anos ramo, a mudança das calçadas das ruas para os boxes da Galeria “é uma benção muito grande”. “Aqui nós temos uma excelente estrutura, segurança para trabalhar, o resto é por nossa conta. O prefeito Arthur Neto está fazendo a sua parte e nós vamos fazer a nossa para tornar Manaus uma cidade mais bonita e agradável. Nós trabalhávamos nas calçadas, porque não tínhamos um espaço, mas isso acabou. Agora ganhamos um local fixo e com isso as nossas vidas vão melhorar com a graça de Deus” – disse.

A clientela que a cada dia aumenta, também está satisfeita com o novo Centro Comercial Popular de Manaus, que já ganhou o apelido de “Shopping Popular da 24”. “O local está uma beleza, muitos boxes, bem arrumados, segurança e tem mais aqui tem tudo ou quase tudo para se comprar e os preços estão bem camaradas” – disse D. Judith de Assis, que foi a Galeria para comprar um carregador de telefone celular.

Tudo ou quase tudo

Continuamos com a nossa caminhada pela Galeria, afora no segundo piso e pudemos verificar a diversidade dos produtos colocados à venda. Só não me arrisco a falar na qualidade.

Lá podem ser encontrados vestuários, óculos escuros, bijuterias, brinquedos, espanadores, relógios, aparelhos eletrônicos, lanches, restaurantes, Caixas eletrônicos, Loteria, PAC, SINE, basta que os interessados estejam dispostos a percorrer os mais de 300 boxes instalados no piso e sobreloja.

Um detalhe precisa ser esclarecido para os clientes da Galeria. Leve dinheiro em espécie, porque no momento poucos são os comerciantes que recebem cartões de crédito ou débito, mas garantem que num futuro próximo essa situação também estará resolvida.

Seu Edney arruda foi conhecer a Galeria e aproveitou para comprar uma camisa do Corinthians, pois faz parte da torcida “bando de louco”. Encontrou o que queria no Box do seu João de Deus, na sobreloja e foi embora satisfeito com a compra e o preço da camisa do seu clube de coração.

Para Eduardo da Silva, no ramo há 19 anos, aos ex-“camelôs” que já estão tralhando na Galeria, as coisas melhoraram muito, especialmente no que diz respeito ao conforto e segurança para eles e os clientes.

Frisou que ainda existem alguns pequenos inconiventes que segundo ele, deverão ser sanados nos próximos dias. “Tudo está muito bom estamos satisfeitos, felizes e muito confiantes no futuro” – assegurou.

Perguntamos a permissionária Edmê Fonseca, se ela tem vontade de retornar com sua barraca coberta e amarrada com lona para ganhar a vida, deu uma gargalhada e disse: ”Nunca mais, estou muito feliz aqui. No começo quando falavam deste projeto eu não acreditava, mas hoje tenho certeza que não foi um sonho. O que nós estamos vivendo neste espaço bonito, limpo e com segurança é a mais pura realidade e por isso devemos também muito ao nosso prefeito Arthur que está nos oferecendo está grande oportunidade em nossas vidas”.

Após atender um cliente no seu Box situado no piso da Galeria, seu Silvio Malzeira de Lima, com 32 anos no ramo era só alegria pela transformação para melhor que vem ocorrendo na sua vida. “Está tudo muito bom. Sei que deve ter alguém por aí criticando, mas isso e coisa do ser humano. Eu não tenho o que reclamar e tenho certeza de dentro de pouco tempo isto aqui vai estar lotado de cliente, até porque tem toda uma estrutura para isso. Este é sem dúvida o nosso Shopping Popular”, arrematou.

08-08galcanetaDo sonho à realidade

Ao final da nossa agradável visita a Galeria Espírito Santo, voltamos a conversar com o Raimundo Sena, vice-presidente do Sindicato, voltando a garantir que a categoria está muito satisfeita com essa transformação.

Lembrou que no início das negociações entre a Administração Municipal e os “camelôs”, ninguém estava levando muito a sério a promessa do prefeito Arthur Neto, de dar uma vida digna à categoria, mas com o passar do tempo e com a seguidas reuniões que ocorriam, fomos mudando de ideia e passando a acreditar nas propostas que hoje já é uma realidade. É o sonho que se transformou em realidade.

Além da estrutura física, a Prefeitura através da Secretaria que cuida do centro da cidade, realizou treinamentos e cursos para que os permissionários, ex-“camelôs” que agora são micro empreendedores, prestasse um atendimento de qualidade aos clientes, como já está ocorrendo.

Além disso, a Prefeitura abriu, durante a preparação do local, deu uma ajuda financeira para a turma que saiu das calçadas e ainda abriu condições de cadastro par uma linha de financiamento na AFEAM.

Ele fez questão de afirmar, que a Galeria Espírito Santo é apenas o primeiro passo dado para acabarem os ambulantes nos calçadões do centro, ficando as calçadas livres para os pedestres e tornando ainda a cidade mais bonita, agradável e limpa.

Outros complexos, com o mesmo objetivo serão preparados em outros pontos o para da cidade, como na Rua Miranda leão (centro) e na Zona Leste, para onde serão deslocados os ambulantes que ainda estão atuando nas calçadas e para isso, já foram ou estão se cadastrando para que dentro de pouco tempo tenham também um espaço digno e com segurança par trabalharem, a exemplo do que já ocorre com a turma que já está na Galeria Espírito Santo.

Amazonianarede – Osny Araújo (texto e fotos)

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.