Blitz interdita oito salas de cinema do Millennium Shopping

Amazonianarede – Aleam

Manaus – Após denúncia registrada na Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Amazonas (CDC-ALEAM), o Corpo de Bombeiros interditou na manhã desta sexta-feira (1º), as oito salas de cinema do Millennium Shopping, do grupo Cinemais, no bairro Chapada, por um prazo de 30 dias.

Durante blitz promovida pela CDC-ALEAM, em parceria com o Corpo de Bombeiros, Proteção e Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM) e Delegacia do Consumidor (Decon), os fiscais constataram falha na segurança estrutural do local. De acordo com o presidente da AM
foram denunciados por frequentadores do estabelecimento, antes do Carnaval.

“Antes de realizar a blitz, fiscais da Comissão foram até o local para averiguar a situação das salas de cinema do shopping e já haviam constatado a existência de irregularidades. No entanto, precisávamos do apoio técnico do Corpo de Bombeiros para confirmar as falhas e foi exatamente o que aconteceu”, justificou Rotta.

Responsável pela fiscalização, o capitão Alexander Leal, do Corpo de Bombeiros explicou que as oito salas interditadas estão com problemas estruturais. “Em uma das salas, parte do forro caiu por conta de infiltrações. Além disso, a fiação exposta estava muito próxima à espuma de proteção acústica, o que poderia desencadear um curto circuito”, relatou o capitão, ao acrescentar que nas demais salas também foram constatadas infiltrações e fiação exposta. “Por precaução, achamos por bem interditar todas as demais salas”, disse.

De acordo com o capitão Leal, à primeira vista, não é possível afirmar que a espuma de proteção acústica exposta nas salas é a mesma, ou similar, a encontrada na boate Kiss, em Santa Maria (RS). “Coletamos uma amostra da espuma e solicitamos um laudo e uma ficha técnica do material para averiguarmos a sua origem e a extensão do problema, que causaria em caso de um incêndio no local”, explicou o capitão.

O Cinemais tem um prazo de 30 dias para corrigir as infrações. Até lá, ficará interditado. “Se a solução para os problemas for apresentada antes deste prazo e averiguarmos que, de fato, as falhas foram corrigidas, o Cinemais poderá ser reaberto em um período menor”, comentou o capitão Leal.

Além da interdição das salas de cinema, o Cinemais foi ainda notificado pelo Decon e, no local, foi encontrada uma grande porção de pipoca que seria requentada e reaproveitada nas sessões desta sexta-feira.

Manaus Plaza

A fiscalização também percorreu as salas de cinema do Manaus Plaza. No local não foram constatadas irregularidades. No entanto, tanto o Corpo de Bombeiros quanto os fiscais da Comissão notificaram o Cinemais quanto à higiene do local e melhorias na sinalização das saídas de emergência. “É apenas uma questão de melhoria de estrutura. Por meio de um termo de autuação, o estabelecimento terá de adicionar pontos de iluminação nas saídas de emergência para dar mais segurança aos usuários. Eles terão um prazo de 30 dias para se adequar”, ressaltou o capitão Leal.

Para Rotta, essa fiscalização é apenas o pontapé para que sejam realizadas vistorias em todos os cinemas de Manaus. “Com base no relatório desta ação, acreditamos que outras fiscalizações poderão ser realizadas em outros cinemas, muito em breve”, alertou.

TEXTO: Assessoria do Deputado

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.