Balanço da ‘Operação Águia VI’ em todo o Estado

Para a PMAM, os resultados foram satisfatórios
Para a PMAM, os resultados foram satisfatórios
Para a PMAM, os resultados foram satisfatórios

Amazonas – As Unidades Operacionais da Polícia Militar do Amazonas realizaram ações de barreiras itinerantes, fiscalização em bares e similares, fiscalização de veículos, abordagens a pessoas e policiamento ostensivo em áreas comerciais de grande movimento de pessoas.

O objetivo da operação foi manter a ordem e a segurança do cidadão nas principais áreas de maior incidência de ocorrências apontadas pelos levantamentos feitos pela corporação. A operação segue a orientação do comandante geral da Polícia Militar, coronel PM Marcus Frota, e do subcomandante, coronel PM Rubens de Sá.

Em números, somente na capital, foram realizadas 15.516 abordagens a pessoas, 8.961 veículos fiscalizados, 36 veículos recuperados, 32 Termos Circunstanciados de Ocorrências (TCOs) e Flagrantes realizados e 06 armas de fogo apreendidas.

O Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) realizou durante a sexta edição da Operação Águia 2.472 fiscalizações em veículos na capital.  Desse total foram realizados 164 autos de infração e o recolhimento de 38 Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLVs).

No âmbito do meio ambiente, o Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb) realizou diversas ações na capital e região metropolitana. Em Manaus, no bairro Nova Cidade, o BPAmb realizou a apreensão de madeiras (tábua, ripa e ripão), totalizando 12 metros cúbicos de madeira, após abordagem a uma caçamba na avenida Margarita. O condutor não possuía o Documento de Origem Florestal (DOF) no momento da fiscalização. Toda a carga apreendida, bem como o veículo e o condutor foram conduzidos e apresentados no 15º DIP, onde foram realizados todos os procedimentos de polícia judiciária.

No sábado, dia 14, policiais  militares do Batalhão de Policiamento Ambiental realizaram fiscalização no Mercado Adolfo Lisboa, no Centro da cidade. No local, foram apreendidos cerca de 105 kg de carne seca/salgada de pirarucu. A carne estava exposta à venda em duas bancas diferentes, de modo que os responsáveis foram detidos e encaminhados ao 1º DIP, por infringirem o artigo 34 da Lei 9.605/98 de crimes ambientais. O pescado apreendido foi exibido à autoridade competente e posteriormente doado para entidades sem fins lucrativos, como preceitua a Lei de Crimes Ambientais.

Outra ação do Batalhão Ambiental foi durante fiscalização na Rodovia 352, km 50, realizou na noite de domingo, dia 15, a apreensão de madeira serrada (viga, pranchão e bloco), totalizando 6,4m3, após abordagem a um caminhão na rodovia. O Documento de Origem Florestal (DOF) não foi apresentado no momento da abordagem. Toda a carga apreendida, bem como o veículo e o condutor foram conduzidos e apresentados no 19º DIP, onde foram realizados todos os procedimentos de polícia judiciária.

No interior do Estado, o Comando de Policiamento do Interior (CPI) atuou em diversas frentes com ações no combate a violência. Em Nova Olinda do Norte, Erlison Rodrigues, 21, vulgo “Macaco”, foi detido acusado de homicídio. O mesmo foi apresentado na Delegacia do Município.

Em Maués policiais militares da 10ª CIPM apreenderam 4 menores que atuavam na orla da cidade conhecidos como “Gangue da Baladeira”. Com os mesmos foram apreendidos estilingues e pedras que eram usados para contra transeuntes do local. Os quatro menores foram conduzidos para DIP do município. Em Manacapuru, policiais militares do 9º BPM localizaram o veículo modelo HB20, cor prata, placas OAC -1372 que estava com restrição de roubo. O veículo foi levado para a delegacia do município para procedimentos.

Segundo o comandante geral da Polícia Militar, coroenel Marcus Frota, as ações policiais foram ao encontro dos anseios da comunidade que almeja sempre a presença da polícia militar nas ruas.

Amazonianarede-PMAM

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.