Assistência técnica do IDAM gera melhorias e oportunidades no campo

Contribuir para o aumento da produção agrícola das famílias rurais com a prestação de serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), visando gerar renda e oportunidades no campo é o que os extensionistas do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas – IDAM do município de Manacapuru (a 68 km de Manaus) vem idealizando por meio de processos técnicos e educativos.

Exemplo disso, está na propriedade do agricultor familiar, Orleans de Souza Oliveira, localizada na AM-070, estrada Bela Vista, km 58, ramal do Santana, km 02, onde o agricultor produz hortaliças, maracujá, mamão e também trabalha com a piscicultura (criação de peixes) da espécie tambaqui em sistema de tanque escavado.

De acordo com Wilner Fernandes, agricultor que trabalha na propriedade, a plantação de mamão está concentrada em uma área de três hectares e leva em média de seis a oito meses para dar frutos. A variedade calimosa é a espécie de mamão cultivada no local.

Segundo ele, cultivar produtos da agricultura familiar sem as técnicas adequadas era complicado. “Antes de contar com o apoio técnico do IDAM, não sabíamos como proceder em algumas situações. Tínhamos problemas para combater a existência de pragas e doenças que afetavam a plantação do mamão, agora com a orientação dos técnicos é possível produzir com mais segurança”, destacou.

Conforme a engenheira agrônoma do IDAM, Rita de Cássia e Silva, a fertirrigação é o sistema utilizado na plantação do agricultor Orleans, e o IDAM têm elaborado projetos de financiamento para que os agricultores utilizem o sistema, visto que, ele diminui a incidência de pragas e doenças dos cultivos, porém o custo é um pouco elevado, mas, sem dúvida é viável e evita futuros prejuízos.

As políticas públicas dos governos Federal e Estadual tem sido de grande incentivo para as famílias rurais. Hoje o agricultor Orleans, aguarda a liberação do financiamento feito por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – Pronaf / Mais Alimentos para a aquisição de veículo utilitário que irá facilitar o escoamento da produção.

A cultura do maracujá é outro destaque na propriedade do agricultor. Cultivado em terra firme, a área de plantação é de seis hectares com uma produção estimada em três toneladas por semana, durante todo o ano.

Entre as hortaliças cultivadas no local está o pepino, que segundo ele, já chegou a colher oito toneladas de pepino em um dia.

Com uma produção considerada exitosa, Orleans já dispõe de 10 agricultores locais trabalhando na propriedade, ou seja, com o aumento da produtividade foi possível gerar oportunidades de emprego para outras famílias. Para o agricultor, Marcondes Martins, apesar de ser temporário a oportunidade veio em boa hora, morando há três anos na Vila o agricultor tinha que se deslocar para outro local em busca de uma ocupação, hoje pode trabalhar próximo de casa e garantir o sustento da família.

Unidade de Produção Familiar

Já a propriedade da agricultora, Zuleide da Silva, localizada na AM-070, km 59, tem um total de 13 hectares de área cultivada, onde o destaque é para o cultivo do maracujá com uma plantação de 21 mil pés e uma produção estimada em 100 toneladas / ano.

Zuleide também aguarda ansiosa a liberação do financiamento do Pronaf – Mais Alimentos. Segundo ela o recurso vai fortalecer ainda mais as atividades desenvolvidas na propriedade.

Além do maracujá ela cultiva hortaliças como o pimentão, pepino, quiabo e melancia, além da plantação de tomate. Os produtos são comercializados para Manaus.

Futuramente a agricultora pretende trabalhar com a cultura do milho. Onde cedeu 1 hectare para a construção de uma Unidade Demonstrativa (UD) de milho que será instalada pelo IDAM no local e que irá beneficiar as famílias da várzea com a entrega de sementes. A construção da UD está prevista para iniciar em agosto deste ano.

(Texto – Paula Vieira)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.