Arena da Amazônia agrada os representantes da COL e FIFA

Manaus – O presidente do Comitê Organizador Local (COL), Ricardo Trad, e o Representante da Federação Internacional de Futebol (FIFA), Ron Delmont,realizaram inspeção nas obras da Arena da Amazônia, que receberá jogos da Copa do Mundo de 2014 e gostaram do que viram e do andamento da construção e ainda confirmaram a entrega da Arena da Amazônia até o final de dezembro de 2013, na manhã desta terça-feira (17).

Os gestores, que estiveram reunidos com o governador do Amazonas, Omar Aziz, e o prefeito de Manaus, Arthur Neto, avaliaram o organograma das obras e descartaram qualquer possibilidade de Manaus ficar fora da Copa Mundo de 2014.

Com 66% da obra concluída, a construção da Arena tem seu atual processo de montagem da estrutura metálica da fachada e da cobertura, da pré-montagem nas áreas de acesso, além das instalações elétricas e salas de incêndio. Os responsáveis pela construção esperam realizar os primeiros jogos testes com a capacidade mínima do estádio e mobilidade urbana em janeiro do próximo ano.

Nesta manhã, o coordenador da Unidade Gestora da Copa (UGP), Miguel Capobiango, esteve presente no estádio e acompanhou Ricardo Trad e Ron Delmont no local da construção, para constatar se o município e o Estado estão cumprindo determinações exigidas pela Fifa durante as últimas visitas realizadas na capital.

– Estou muito feliz que o estádio ficará pronto até o final do ano. Em relação ao trânsito, hoje (terça) não pegamos tráfico, mas estarei aqui na partida de inauguração e prometo avaliar as questões de mobilidade urbana – declarou o representante da Fifa, Ron Delmont.

Assim como o membro da Fifa, o presidente do COL, Ricardo Trad, também ficou animado com o que viu, e destacou até mesmo avanço nas obras do aeroporto Eduardo Gomes.De acordo com ele, o organograma apresentado aos técnicos, engenheiros e arquitetos apresenta todas as conformidades.

– De forma nenhuma, isso não existe em nenhum momento (Manaus ficar fora da Copa). Eu falo em nome do COL e para o governador de que não existe ‘plano b’. O objetivo é fazer com as doze cidades incluídas desde o começo, e Manaus aparece entre elas. Com certeza saímos daqui satisfeitos e os dados do cronograma mostram que tudo estará pronto. Estamos satisfeitos com a posição técnica da construtora, com a posição da secretaria da Copa e com as garantias do governador. Para nós, possivelmente já em janeiro realizaremos um jogo, ainda inaugural, onde colocaríamos uma pequena capacidade do estádio em funcionamento, mas já com gramado, acentos e a cobertura totalmente instalada para testes – declarou.

Mobilidade urbana

Apesar de se mostrar feliz com o andamento nas obras na Arena da Amazônia, Trad não disse muito sobre os problemas enfrentados pela questão de mobilidade urbana. A questão será resolvida pela prefeitura de Manaus, disse ele.

– Em momento algum tivemos compromisso em ter alguma obra de infraestrutura para acessar ao estádio. O estádio tem um plano de operação. É claro que ainda vamos ter algumas modificações e finalizações. Isso vem sendo tratado com à prefeitura e não é de nossa responsabilidade. Vamos continuar vindo a cada 40 dias, até dezembro.

O coordenador da UGP, Miguel Capobiango, reforçou o trabalho do governo do Estado para cumprir as solicitações do COL e da FIFA . De acordo com Capobiango, além das obras na Arena da Amazônia, a Arena Amadeu Teixeira e o Centro de Convenções ainda precisam receber alguns ajustes.

– Estamos cumprindo o cronograma já estabelecido, estamos desenvolvendo os projetos para atender todos os requisitos nas reformas que serão necessárias, tanto em instalações no Amadeu Teixeira como no Sambódromo – enfatizou.

(Amazonianarede – TV Amazonas) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.