Após “pregos” fiscalização apreende mais de 100 coletivos na cidade

Vários coletivos foram apreendidos durante a fiscalização, ontem
Vários coletivos foram apreendidos durante a fiscalização,  ontem
Vários coletivos foram apreendidos durante a fiscalização, ontem

Manaus, AM – As costumeiras panes em coletivos que vem provocando depredações nos últimos dias em Manaus, provocou uma intensa fiscalização por parte do Detran, AM nas condições de trafego na frota dos coletivos na capital. A blitz é basicamente para verificar as condições dos ônibus que circulam na capital. Ao menos cem veículos foram flagrados com irregularidades e autuados pelo órgão, na manhã desta quinta-feira (17).

A fiscalização ocorreu na Avenida Autaz Mirim, nas proximidades do Terminal Integração (T5), Zona Leste da capital, depois que um grupo de usuários do transporte público depredou, na terça (15) e quarta-feira (16), dois ônibus em protesto contra falta de intraestrutura no sistema.

De acordo com o diretor-presidente do Detran-AM, Leonel Feitoza, a maioria dos ônibus flagrados com irregularidades pertence à empresa Global Green. Até as 6h30 da manhã, cem veículos fiscalizados estavam irregulares. Dois foram retirados de circulação porque não apresentavam condições de uso.

Os principais problemas flagrados pelos fiscais foram são coletivos circulando com pneus carecas, para-brisas quebrados e licenciamento em atraso.

“Vamos continuar com as fiscalizações em todos os sistemas de transporte. Nossa preocupação é com a segurança da população, que está sendo colocada em risco”, disse Feitoza. Reparos O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) comunicou, na quarta-feira, que a empresa Global Green está trabalhando em conjunto com a Superintendência Municipal de Transporte Urbanos (SMTU), para minimizar os transtornos com as panes mecânicas que tem acontecido em alguns ônibus da empresa.

Na manhã desta quarta-feira (16), mais um ônibus foi depredado por vândalos após sofrer uma pane mecânica na avenida Ephigênio Sales, bairro Aleixo, zona Centro-Sul.

O ônibus da linha 678 teve mais de 20 janelas quebradas, além dos pára-brisas dianteiro e traseiros. Durante a confusão os vândalos ainda tentaram atear fogo no banco do cobrador, porém o colaborador conseguiu conter as chamas. A empresa estima que o prejuízo seja de mais de R$ 15 mil.

“O veículo que foi depredado na manhã de terça (15), passou por manutenção na garagem da empresa e já voltou a operar”, informou o sindicato.

Amazonianareede

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.