Ao lado dos donos, cães nadam no Rio Negro para aliviar o calor amazônico

Parece uma competição de nado canino no rio negro
Parece uma competição de nado canino no rio negro
Parece uma competição de nado canino no Rio negro

Manaus – A notícia de que Manaus bateu o recorde com a mais alta temperatura dos últimos 90 anos foi recebida com desânimo por muitos, mas virou festa para outros na manhã deste sábado (26). O forte calor da capital foi a “intimação” perfeita para um encontro entre cães na Praia Dourada, na Zona Oeste da cidade. Com sensação térmica de 40°C, o Rio Negro serviu de “playground canino” para driblar o calor sem abrir mão da brincadeira durante o “verão amazônico”.

Roupas leves, sombra e água fresca já são suficientes para amenizar a sensação térmica para os humanos, mas, para quem veste um “casaco de pelos” 24 horas por dia, não é tão simples assim. Foi pensando no bem-estar dos cães de estimação que um grupo de amigos – que se auto denomina os “Labraloucos” – resolveu reunir os pets para espantar o calor de forma inusitada.

Ao todo, seis cães das raças labrador e golden retriever participaram do encontro. O labrador Thor foi um dos mais afoitos no encontro com a água.

“Eu sempre costumo trazer ele por conta dessa quentura que está tendo e para ele é uma diversão só. Ele brinca, se cansa, descansa um pouco e já volta para a água”, contou a analista de RH, Clenda Matos, de 29 anos.

a cachorrada fazem a festa nas águas do negro, em Manaus
a cachorrada fazem a festa nas águas do negro, em Manaus

Cuidados triplicados

Segundo ela, os cuidados com Thor triplicam durante o período de calor intenso em Manaus. “Eles [cães] não são como nós, que sentimos calor e resolvemos com um simples banho. Em casa, eu sempre dou pedras de gelo, cenoura e frutas geladas. Labradores e goldens sentem um calor excessivo em relação a outros cães”, afirmou.

Durante o banho, não faltaram brincadeiras entre os cães e seus donos. A cadela Cacau chegou meio tímida, mas logo se entregou à farra no rio.

“Buscamos fazer esses encontros sempre que possível. O labrador foi utilizado pelos pescadores, então a água é muito familiar para eles. Eles estão se sentindo em casa. É bom para cansá-los, pois é um cão que tem muita energia e ajuda no físico porque desenvolve músculos”, explicou a ‘mãe’ da cadela, Andreza Amorim.

Com pelos espessos e longos, o golden retriever Jake também se refrescou no rio. Segundo a dona, Cássia Guterres, o pet tem “um caso de amor” com a água. “Golden é uma raça que ama água, então em casa ele derrama a água da vasilha e deita em cima. Às vezes quando eu chego do trabalho, nem água mais tem. Aqui, ele interage e ainda se refresca. Nunca vi esse rapaz tão feliz”, completou.

os donos, atentos, brincam com os seus animais de estimação
os donos, atentos, brincam com os seus animais de estimação

Calor

Pouco mais de uma semana após Manaus ter registrado a mais alta temperatura em 90 anos, desde que iniciaram as medições em 1925, o recorde foi superado na segunda-feira (21).

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a temperatura registrada na estação automática foi de 38,9°C, com sensação térmica de 39,3°C . Neste sábado (26) a temperatura ficou entre 36°C e 38°C.

Ainda conforme o órgão, os termômetros ainda devem registrar altas temperaturas na capital amazonense. A previsão é de muito calor até novembro.

El Niño

o carinho aos quadrúpedes não falta
o carinho aos quadrúpedes não falta

Segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o calor intenso é resultado do El Niño – fenômeno que acontece quando as águas do Oceano Pacífico ficam mais quentes que o normal. Enquanto isso, os ventos que sopram na altura do Equador diminuem e ficam mais fracos.

Amazonianarede-g1Am/Jamile Alves

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.