Equipes do SAMU participam de simulação de atendimento

Resgate simulado

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU-192), da Prefeitura de Manaus, participaram nesta quinta-feira (27), no Parque dos Bilhares, zona Centro-Sul, de uma simulação de atendimento de urgência, na ocorrência de desastres com múltiplas vítimas. Médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutores socorristas que estavam de plantão nas oito bases do serviço, foram acionados para prestar socorro às “vítimas” de uma suposta explosão de dois botijões de gás, ocorrida numa lanchonete localizada no interior do parque, num horário de grande movimento no local.
O treinamento segue as diretrizes do Ministério da Saúde para a rede de atendimento de urgência e emergência, que prevê a capacitação permanente e periódica das equipes de atendimento pré-hospitalar, sob a coordenação do Núcleo de Educação Permanente de Urgência (NUEPU/SAMU). Além dos profissionais do SAMU, também participaram do exercício equipes do SOS Vida – programa de remoção de pacientes também executado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) –; integrantes do Grupo Alfa, formado por acadêmicos do curso de Medicina da Universidade Federal do Amazonas (Ufam); bombeiros civis, guardas metropolitanos e alunos de um curso técnico de Enfermagem.
As equipes foram dividas em duas turmas. A primeira realizou o exercício das 8h às 10h. A segunda, das 10h às 12h. A delimitação da área do acidente, o tempo resposta de chegada das equipes de socorro à área; tempo de atendimento no local e observância dos critérios de prioridade para o atendimento às vítimas foram alguns dos itens trabalhados durante a ação. A atividade também contou com a parceria da Guarda Metropolitana e do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans).
“O objetivo deste treinamento é aplicar o conhecimento técnico das equipes em uma situação próxima da realidade, eliminando dúvidas e fazendo a atualização do protocolo de atendimento”, explicou Claudia Teixeira, diretora de Atenção Especializada e Serviços de Urgência da Semsa. Além de fazer parte da rotina de capacitação das equipes do serviço, o treinamento também integra os preparativos para a Copa do Mundo de 2014, que tem Manaus como uma das subsedes do evento.

Procolo Start – A metodologia de atendimento pré-hospitalar aplicada na simulação foi o Protocolo Start, adotado pelo Ministério da Saúde como padrão em incidentes com múltiplas vítimas. O objetivo da metodologia é assegurar a sobrevivência do maior número possível de feridos, classificando as vítimas em quatro escalas de prioridade, identificadas por cores: prioridade absoluta (vermelho), intermediária (amarelo), baixa (verde) e nula (cinza).
Com graus de prioridade absoluta e intermediária, a vítima deve passar pela triagem, atendimento e ser removida em até 30 minutos e 60 minutos, respectivamente. Pacientes com baixa prioridade são os que, geralmente, não precisam de remoção, pois sofreram lesões leves ou não apresentaram lesões. A prioridade nula é para aqueles que foram a óbito no momento do acidente.

(Foto: Marcio James / Semcom) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.