Adolescentes da rede estadual de ensino receberão vacina contra o HPV em agosto

Manaus – As escolas da rede pública estadual de ensino participarão no próximo mês de agosto da “Campanha Estadual de prevenção do câncer de colo de útero”, por meio da vacinação contra o Papiloma Vírus Humano (HPV).

A campanha é uma ação do Governo do Estado viabilizada pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam) em colaboração com a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e buscará imunizar as adolescentes na faixa etária de 11 a 13 anos das escolas das redes estadual, municipal e particular.

O objetivo da campanha no Amazonas é reduzir a incidência do câncer de colo de útero, colaborando para a diminuição da mortalidade em mulheres no Estado. Os dados preliminares da Gerência de Pesquisa e Estatística da Seduc indicam que serão imunizadas 25.106 meninas com idade entre 11 e 13 anos de 178 escolas da rede estadual de ensino de Manaus e 26.924 meninas dos 61 municípios do Amazonas.

O Amazonas será o primeiro Estado da Federação a ofertar a imunização gratuita contra o HPV. “A oferta da vacina será permanente, garantindo, assim, que as novas gerações fiquem livres do câncer de colo de útero”, destaca o governador Omar Aziz, ao ressaltar que na capital, a vacinação será feita em parceria com a Prefeitura de Manaus, que irá vacinar, também, nas escolas da rede municipal e da rede privada.

“Vamos vacinar nas escolas públicas e privadas, da capital e do interior, com todo o cuidado para que nenhuma criança deixe de se prevenir. A imunização na fase em que as meninas ainda não iniciaram a vida sexual é muito importante, uma vez que o HPV é um vírus sexualmente transmissível”, ressalta Omar Aziz.

De acordo com a representante da Seduc e coordenadora do Centro de Atendimento ao Escolar (Caes), Adriana Boh, o HPV é o principal fator de risco para o câncer de colo de útero e sua transmissão é por contato direto com a pele infectada. “Existem mais de 200 tipos diferentes de HPV de baixo e alto risco de câncer, os de alto risco estão relacionados a tumores malignos e os tipos 16 e 18, uma vez contraídos, levam mulheres a terem maior exposição à doença”, disse a coordenadora.

Procedimento – Para serem imunizadas as alunas receberão um termo de responsabilidade que deverá ser assinado pelos pais ou responsáveis, em seguida ganharão um cartão de vacinação exclusivo para a vacina contra o HPV. Após participar da primeira etapa, a aluna entregará o cartão para escola, a fim de garantir a continuação da administração da vacina, caso a estudante peça transferência da unidade de ensino, o cartão será encaminhado para a outra instituição.

A vacina é bivalente contra o HPV dos tipos 16 e 18, tem eficácia de 100% em lesões pré-cancerosas, é injetável por via intramuscular e não é recomendada para mulheres grávidas e lactantes. A dose das vacinas será aplicada nas escolas durante três etapas: a primeira dose será tomada no período de 10 a 30 de agosto, a segunda de 10 a 30 de outubro e a terceira de 10 a 28 de fevereiro de 2014.

Segundo a coordenadora do Programa Saúde do Escolar, Delta Segadilha, a Seduc por meio do programa tem atuado nas escolas de forma preventiva. “As escolas durante o ano letivo preparam seus planos de ação e juntamente com o Caes, em parceria com órgãos públicos da área da saúde, realizam palestras, oficinas e campanhas de prevenção contra as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e outras doenças como dengue, hepatite, desparasitação intestinal e hanseníase. Além disso, realiza ações de segurança alimentar e alimentação saudável, promove práticas corporais e atividade física e lazer nas escolas, saúde ambiental e desenvolvimento sustentável”, destacou Segadilha.

Educação e saúde – O Programa Saúde na Escola é um programa federal, administrado no Amazonas pela Seduc, tem como objetivo contribuir para a formação integral dos estudantes através de ações de promoção da qualidade de vida, proteção à saúde, prevenção de doenças e agravos visando o enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens da rede pública de ensino.

Dentro do programa Saúde na Escola existem programas de integração como o “Programa Saber Saúde” que compartilha com os alunos a prevenção de diversos tipos de câncer; o “Saúde e prevenção na escola” que promove a educação para a saúde sexual, saúde reprodutiva e prevenção das DSTs/AIDS.

Videoconferência – Nesta semana a Secretaria Estadual de Saúde (Susam) promoveu uma videoconferência sobre a Campanha de Vacinação. Participaram da ação secretários municipais de saúde, coordenadores municipais de imunização e vacinadores que vão trabalhar na campanha. A videoconferência foi realizada no Centro de Mídias da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e retransmitida os 61 municípios do interior do Estado.

O objetivo da videoconferência era permitir que as gerências municipais de imunização e também os representantes das secretarias municipais de Saúde e de Educação – que serão parceiras na realização da campanha – tirassem todas as dúvidas sobre a programação da vacinação, questões técnicas envolvendo o assunto e toda a logística que está sendo montada para assegurar o sucesso da ação.

(Agecom) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.