Aberta em Manaus a campanha de vacinação contra o HPV

Foi aberta hoje no Amazonas a Campanha Nacional de Vacinação Contra o Câncer do de Colo do Útero, atacando de frente o virus papilomavirus (HPV). O lançamento oficial da campanha ocorreu na Escola Municipal Maria do Carmo Rebelo.

Aproximadamente de 50 mil meninas, entre 11 e 13 anos, das escolas públicas serão vacinadas contra o vírus papilomavírus (HPV).

A campanha seguirá até o dia 30 de agosto, atendendo 686 escolas municipais, estaduais e particulares. A vacinação será realizada na própria escola onde as adolescentes estudam, sendo exigida autorização por formulário assinado pelos os pais ou responsáveis, antecipadamente.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, as secretarias estaduais e municipais de Saúde e de Educação realizaram uma ampla mobilização da comunidade. “A vacina também é direcionada para as adolescentes que ainda irão completar 11 anos de idade até dezembro de 2013”, reforçou.

A vacinação contra o HPV, segundo Evandro Melo, é um dos objetivos estratégicos da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), dentro do processo de reordenamento da Atenção Primária em Saúde, para reduzir o adoecimento e casos de morte por câncer de colo de útero.

Vacina

A vacina contra HPV deve ser ministrada em três doses, com intervalo de 60 dias para a segunda dose e 180 dias para a terceira dose. “Manaus será a única cidade do Brasil que irá vacinar contra o HPV utilizando recursos próprios, o que mostra o comprometimento da Prefeitura Municipal em priorizar a resolução dos principais problemas de saúde da população”, explica Evandro Melo.
A chefa da Divisão de Imunização da Semsa, Isabel Cristina Hernandes, explica que as adolescentes que não estiverem, por qualquer motivo, matriculadas em escolas, poderão procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) para receber a vacina.

“Durante o período de campanha, os profissionais de saúde estarão em diferentes escolas realizando as ações de imunização para a primeira dose da vacina contra HPV. Os pais devem ficar atentos para a data de agendamento da vacinação em cada escola”, explica Isabel Hernandes.

O HPV é responsável por 90% dos casos de câncer de colo do útero, que é o tipo de câncer que mais atinge e que mais causa a morte de mulheres em toda a região Norte. No ano de 2012, foram 196 mortes somente na capital amazonense. O tratamento para a cura do câncer custa em torno de R$ 14 mil para o Sistema Único de Saúde (SUS) e não há a garantia de vida para a paciente.

HPV

O HPV é o agente causal de importante e prevalente infecção de transmissão sexual, que pode evoluir para o câncer. É considerado o vírus de transmissão sexual mais comum em função da facilidade de transmissão. Como dado científico, é possível afirmar que, 60% das pessoas infectadas transmitem o vírus a seus parceiros em um único contato sexual.

De acordo com informações do Ministério da Saúde, o HPV é capaz de infectar a pele ou as mucosas e possui mais de 100 tipos. Do total, pelo menos 13 têm potencial para causar câncer. Estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que 291 milhões de mulheres no mundo são portadoras do HPV. No Brasil, a cada ano, 685.400 pessoas são infectadas por algum tipo do vírus.

Em relação ao câncer de colo do útero, a cada ano, 270 mil mulheres no mundo morrem por conta da doença. No Brasil, 5.160 mulheres morreram em 2011 em decorrência da doença. Para 2013, o Instituto Nacional do Câncer estima o surgimento de 17.540 novos casos. O Ministério da Saúde orienta que as mulheres dos 25 aos 64 anos façam o exame preventivo.

(Amazonianarede – Redação)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.