45ª Assembleia Ordinária da Asbraer debate a importância da Extensão Rural no Brasil

(Foto: Ascom)

Representantes das entidades de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) de 19 estados brasileiros, incluindo o Amazonas participam da 45ª Assembleia Ordinária da Asbraer realizada pelo governo do Amazonas, por meio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (IDAM), com apoio da Secretaria de Produção Rural do Amazonas (Sepror).

O evento iniciou ontem (19 de novembro) e acontece no Salão Nobre do Tropical Manaus Ecoresort.

Tendo como principal diretriz a importância da extensão rural para a agricultura familiar, o evento está sendo oportuno para o debate e exposição dos resultados, metas e propostas das instituições e associações de ATER.

A comemoração dos 65 anos de Extensão Rural Brasileira foi um dos temas discutidos no primeiro dia da assembleia, assim como imunidade tributária das entidades de ATER e missão Asbraer Itália 2014/revista missão Itália 2014.

“A Extensão Rural Brasileira contribui muito com a agricultura familiar desse país. Passou por momentos bons e momentos difíceis com a extinção da Embrater”, lembra o diretor-presidente do IDAM, Edimar Vizolli, ressaltando que hoje a extensão rural está a cada dia se fortalecendo, e com o ex-presidente Lula e o atual governo Dilma que criou novamente a Agência de Extensão Rural Brasileira com certeza vai facilitar a aplicação das políticas públicas para a agricultura familiar, como também a melhoria da infraestrutura dos órgãos de assistência técnica.

De acordo o presidente da Empaer, Valdizete Martins Nogueira, em Mato Grosso a empresa atende 156 mil produtores/agricultores familiares e a área plantada chega a 460 mil hectares. “Atuamos em 140 municípios, ainda que de forma precária ou inferior não podemos deixar de prestar assistência técnica a essas famílias”, disse o presidente.

Segundo Nogueira ainda existem 100 servidores em fase de aposentadoria, porém, com o lançamento de concurso serão admitidos 225 servidores de nível médio e superior.

O diretor do Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural (Dater) do MDA, Argileu Martins da Silva, reforçou que o ideal é contratar uma consultoria e construir um grupo para tratar de assuntos tributários, tendo em vista encontrar uma solução para os problemas apresentados.

Em seu discurso o presidente da Asbraer e gestor do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), Júlio Zoé de Brito, enfatizou que a extensão rural é uma forma de educar os agricultores a tomar consciência da importância de proteger o meio ambiente, pois só assim estarão praticando a sustentabilidade.

O evento encerra hoje (20 de novembro), com uma programação que inclui debates sobre temas como: Projeto de Lei de Criação da Anater, Projeto Artesanal Brasileiro, Programa PROSAVANA, convênios para capacitação de gestores e técnicos, sistemas de informática e Cadastro Ambiental Rural (CAR).

Vale ressaltar, que no primeiro dia do encontro ficou programado, ainda sem data definida, uma reunião com as empresas de ATER dos Estados de Minas Gerais, Pernambuco, Bahia, Rondônia, Rio Grande do Sul, Pará e Mato Grosso, a ideia é encontrar soluções para problemas tributários.

Asbraer – É uma associação nacional que congrega as entidades estaduais de ATER, e está presente em todo o território nacional.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.