1ª etapa do Corredor Viário do Mindu é liberada

Amazonianarede – Semcom

A Prefeitura de Manaus entregou à população, na manhã desta terça-feira, 26, a primeira etapa do Corredor Viário do Mindu, na zona Leste.

A obra, que tem 3,1 km de extensão, liga a Avenida das Torres à rua João Câmara, no bairro Novo Aleixo e passa a se chamar Nathaniel Lemos Xavier de Albuquerque.

Orçado em mais de R$ 115 milhões, financiado pelo Ministério das Cidades, por meio da Caixa Econômica Federal, o total de 17 km de extensão, só deve ser concluído no final de 2014 e deve ser a principal via de ligação entre as zonas Norte e Leste, chegando até o bairro Cidade de Deus. O sistema viário tem pista de escoamento nos dois sentidos, com 10,8 metros de largura cada uma. Possui sistema de drenagem, contenção lateral em grama, canteiro central e iluminação pública artística, que favorece árvores, arbustos e grama, além de passeios laterais. Até o final de abril, a via vai receber uma ciclofaixa que se estenderá por toda a extensão da avenida.

“Uma das nossas promessas de campanha foi a de construir 100 km de ciclovia e ciclofaixas, por ano. Quando a obra estiver toda concluída, ela vai representar uma mudança significativa na cidade de Manaus”, afirmou o prefeito Arthur Virgílio Neto.

O corredor inclui a desapropriação de 1,2 mil casas, localizadas à margem do igarapé do Mindu, no trecho entre os bairros Novo Aleixo e Jorge Teixeira, na zona Leste. Pelo menos R$ 70 milhões deverão ser usados para o pagamento de indenizações.

“É uma dificuldade muito grande porque você mexe com pessoas, tem famílias que não querem deixar suas casas, mas para o bem de Manaus, não tem jeito. Para criarmos um novo eixo viário que possibilite desafogar o trânsito da cidade, vai ser preciso desapropriar várias residências”, concluiu o secretário municipal de Infraestrutura e Habitação, Hissa Abrahão.

Arborização beneficia pedestres e ciclistas

A arborização urbana implantada na Avenida Natan Xavier de Albuquerque vai beneficiar tanto os pedestres e cadeirantes que utilizarem o passeio público quanto os ciclistas, que a partir de abril contarão com uma ciclofaixa no local.

A pista margeia o Corredor Ecológico Urbano do Igarapé do Mindu e recebeu, no total, 536 mudas arbóreas, plantadas no passeio público, e 4.185 mudas ornamentais, plantadas nas rotatórias existentes no trecho. As árvores plantadas em geral são das espécies pau pretinho, ipê, munguba e açaí. As ornamentais são icsória, papoulas, juscelinas, cica revoluta, minialamanda, entre outras.

A secretária municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Kátia Schweickardt, destacou o trabalho realizado em conjunto entre as várias secretarias para que a obra fosse entregue arborizada e com um projeto paisagístico pronto. “Trabalhamos em conjunto no sentido de garantir que a obra fosse entregue com a devida arborização, gerando uma mudança significativa na paisagem”.

E pediu a ajuda da população. “É muito importante que a população nos ajude a deixar essas mudas lá, crescendo, e se possível que cuide delas, para que a gente tenha uma cidade cada vez mais verde, sombreada e agradável pra toda a população”, destacou Kátia.

O plantio das mudas ao longo dos passeios públicos das duas faixas da via obedeceu aos padrões determinados no Plano Diretor de Arborização Urbana de Manaus. De acordo com o diretor de Arborização da Semmas, Heitor Liberato, a calçada tem dois metros de largura, dos quais 1,20 metro foi reservado para o pedestre e 90 centímetros para a faixa da arborização.

“A arborização, da forma como está, vai contemplar tanto o passeio quanto a ciclofaixa que será instalada, proporcionando conforto térmico para o pedestre, o cadeirante e também os ciclistas”, observou Heitor. Em aproximadamente, um ano e meio, segundo ele, as arvores já estarão proporcionando sombra, com um bom volume de copa.

Reportagem: Leonardo Fierro / Mel Luna
Fotos: Arlesson Sicsú e Manoel Vaz / Semcom

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.