Wilker Barreto afirma que, como presidente da CMM, defenderá o cumprimento das leis municipais

17-12cmmManaus – Em sua primeira entrevista como presidente eleito da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), na manhã desta quarta-feira (17), o vereador Wilker Barreto (PHS) afirmou, que entre as suas prioridades como presidente, defenderá o cumprimento das leis municipais, o avanço na concessão de sinal aberto para a TV Câmara e o investimento no servidor da Casa.

O parlamentar classificou como ‘democrática’ a eleição que o tornou presidente. Wilker Barreto foi eleito com o apoio de 35 vereadores.

“Eu vou ter uma bandeira aqui primordial, que é o cumprimento de leis municipais. Infelizmente, em Manaus, hoje, toda vez que uma Lei, que é de cunho social e afronta algum poder econômico, a gente não consegue implementar as leis. Vou dar exemplos muito claros, que é a Lei das Filas, ninguém consegue implementar a lei; assim como a Lei do Estacionamento. Ou seja, conversei muito abertamente com vereador Álvaro Campelo, que é presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Casa, que uma das bandeiras que vou lutar muito é o cumprimento de leis municipais como essas. Porque se as leis municipais não forem respeitadas, a Câmara perde 50% do seu objetivo que é o de legislar”, declarou.

O presidente eleito afirmou, ainda, que um dos mecanismos que pode ser usado para auxiliar na divulgação e cumprimento das leis é a transmissão da TV Câmara em sinal aberto. “O atual presidente da Câmara, Bosco Saraiva, avançou no projeto que eu acho importante para a Casa, que é a questão da TV aberta. Aproximar cada vez a Câmara dos meios de comunicação e tornar mais evidentes as leis também ajudará em suas execuções”, defendeu. Outra meta do vereador, como presidente será continuar a investir no servidor da Casa, para que ele possa oferecer uma melhor qualidade no trabalho desenvolvido por eles. “Também quero olhar para dentro da Casa, avançar nas questões da ISO – o presidente Bosco implementou a ISO – e eu quero avançar na qualidade do serviço. Porque acredito que se a gente melhorar e prestigiar o servidor dando melhores condições de trabalho quem ganha é a sociedade”, ressaltou.

Eleição

Indagado sobre o processo eleitoral da Mesa Diretora, o líder do prefeito na Câmara afirmou que a eleição foi democrática. “Tivemos uma eleição democrática, porque tivemos cinco candidaturas, não foi uma aclamação. Tive a felicidade de ter 35 dos 41 votos, isso pra mim só aumenta minha responsabilidade”.

Sobre uma suposta imposição do prefeito Arthur Neto (PSDB) para que a bancada da situação votasse nele, Wilker esclareceu que, caso isso fosse verdade, teria acontecido uma aclamação. “O voto é aberto e do parlamentar, ou seja, nós tivemos cinco candidaturas, se fosse imposto pelo prefeito seria uma aclamação, ficaria apenas os candidatos de oposição e nós iríamos formar uma chapa para aclamação, o que não foi o caso. Foi democrático. Tive o trabalho de conversar com todos os vereadores, pedi votos até daqueles que seriam candidatos contra mim, ou seja, isso é democracia. É importante respeitar essas diferenças que eu acredito que a boa política fica nos campo das ideias, quando você parte para o lado pessoal perde a razão. Vejo a resistência como natural, como em qualquer parlamento ninguém é unanimidade, mas os números provam que nos tivemos 35 votos. Um voto de confiança foi dado a minha pessoa e de confiança também na governabilidade do prefeito, Arthur Virgilio que faz um bom trabalho na cidade de Manaus”, pontuou.

Wilker finalizou acrescentando que pretende conduzir os trabalhos na CMM, de forma serena e para todos. “Pretendo conduzir os trabalhos da Casa, a partir do próximo biênio, de forma muito serena, trabalhando para que a Câmara fique cada vez mais próxima da sociedade. Divergir politicamente faz parte do parlamento, na política se ganha e se perde.

Hoje eu tive a felicidade de ter o voto de credibilidade dos meus pares e vou administrar a Câmara para o governo e também para a oposição. Eu vou governar a Câmara Municipal de Manaus para aqueles que votaram em mim e também para os que não votaram”, concluiu.

Histórico

O vereador Maurício Wilker de Azevedo Barreto nasceu em Manaus, no dia 1º de agosto de 1976. É graduado em Economia pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), mestre em Sustentabilidade e Meio ambiente pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), especialista em Políticas Públicas e Engenharia de Negócios. Está em seu segundo mandato como vereador (2009/2012 e 2013/2016). É líder do Partido Humanista da Solidariedade (PHS) e do prefeito na Câmara Municipal de Manaus.

Fonte: CMM

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.