Vereador diz que Terminal Pesqueiro pode virar “elefante branco”

O vice-líder do prefeito na Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Ednaílson Rozenha (PSD), informou que o Terminal Pesqueiro da capital corre o risco de virar um “elefante branco” caso não passe a ser administrado pelo município.

A declaração foi dada um dia após o prefeito da cidade, Artur Neto (PSDB), ter participado de uma reunião com o ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella (PRB), sobre a possibilidade de firmar uma gestão compartilhada do terminal.

Para Rozenha, a administração do terminal precisa ser definida já que o local custou R$ 20 milhões para ser construído há mais de dois anos e até hoje não trouxe benefícios econômicos concretos para a cidade. “O prefeito pediu ao ministro que passasse a administração do Terminal Pesqueiro à prefeitura, pois temos que lembrar do desperdício de peixe que ocorre todos os dias na Feira da Panair. Temos que analisar com brevidade esse problema para que o terminal não vire um grande elefante branco”, observou o vereador.

Ele destacou a iniciativa de Artur em se empenhar a buscar soluções quanto ao uso do terminal. “O que não pode é o cachorro ficar sem dono. Cachorro que tem dois donos passa fome e o ministro Marcelo Crivella não pode mais empurrar com a barriga a liberação do terminal”, criticou Rozenha.

Em reunião com o ministro da Pesca, Artur Neto reclamou da demora para a solução sobre o destino do terminal. O prefeito disse ainda esperar que a questão seja burocrática e não de uma interferência política para esse impasse. “Quando vim aqui (em Brasília) em maio deste ano, foi feito um acerto entre o Dnit e o Ministério da Pesca para que a administração do terminal pesqueiro fosse repassada ao poder público municipal, um destino administrativamente correto. Já se passou um bom tempo e não sei que forças estão impedindo”, declarou o prefeito em entrevista à imprensa.

(Fonte:Dircom/CMM)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.