Vasco vence Fluminense, mantém escrita no clássico e ‘estraga’ festa para R10

Vasco vence o Flu e coloca água no chopp da festa para Ronaldinho
Vasco vence o Flu e coloca água no  chopp da festa para Ronaldinho
Vasco vence o Flu e coloca água no chopp da festa para Ronaldinho

Rio – Festa para Ronaldinho, vitória nos bastidores pelo lado direito e muita provocação. O Fluminense era o grande favorito para o clássico carioca, mas o Vasco botou água no chope tricolor. A vitória por 2 a 1, com gols de Andrezinho e Jhon Cley, manteve a invencibilidade vascaína em clássicos.

Com a vitória, o Vasco chegou aos 12 pontos, mas não saiu da zona de rebaixamento. O Cruz-Maltino agora é o 18º colocado do Campeonato Brasileiro. Já o Fluminense deixou de assumir a liderança da competição e estacionou nos 27 pontos, agora na terceira colocação.

A vitória vascaína significa a décima partida sem vitória tricolor no clássico entre as duas equipes. Já são mais de três anos de escrita (o Flu não vence desde 2012).

O jogo

Embalado pela torcida, dando goleada nos rivais na ocupação das arquibancadas, o Fluminense começou a partida melhor. A partida se equilibrou nos minutos seguintes, e o Flu só assustou aos 14, em cobrança de falta de Jean que tirou tinta do gol de Jordi.

Aos 16, mais uma chance tricolor. Marcos Junior recebeu bom cruzamento na entrada da área, mas finalizou para fora. O Vasco, enfim, respondeu, aos 17, em cobrança de escanteio de Andrezinho que passou por todo mundo e Giovanni afastou.

O Flu era amplamente superior na primeira parte do primeiro tempo. A superioridade, apesar de não ser revertida na posse de bola, empatada em 50%, se mostrava nas finalizações: 7 a 0 para o Tricolor.

Aos 26, Giovanni bateu de longe e a bola, que desviou em Aislan, quase enganou Jordi. Pouco depois, aos 35, Gum subiu mais que a zaga e cabeceou no meio do gol. Aí, um balde de água fria: na primeira chance vascaína, Jhon Cley recebeu pela direita e cruzou. Gum falhou e Andrezinho não perdoou. Vasco 1 a 0. Primeiro gol do meia pelo cruz-maltino. O Flu sentiu e não criou mais chances até o fim da primeira etapa.

Na volta para a segunda etapa, o Vasco, compactado, dificultava o Fluminense. Errando muitos passes e desatento na marcação, o Tricolor retornou pior dos vetiários.

RJ - BRASILEIRÃO/FLUMINENSE X VASCO - ESPORTES - Jhon Cley, do Vasco, comemora seu gol em partida contra o Fluminense, válida pela 14ª   rodada do Campeonato Brasileiro 2015, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, neste   domingo.    19/07/2015 - Foto: ALEXANDRE LOUREIRO/INOVAFOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
RJ – BRASILEIRÃO/FLUMINENSE X VASCO – ESPORTES – Jhon Cley, do Vasco, comemora seu gol em partida contra o Fluminense, válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro 2015, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, neste domingo. 19/07/2015 – Foto: ALEXANDRE LOUREIRO/INOVAFOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Aos seis, Giovanni caiu e precisou sair. Enderson promoveu a estreia de Osvaldo. Em sua primeira jogada, aos oito, o atacante levou pela esquerda e cruzou para trás. Gerson, sem espaço, bateu fraco para fora. No lance seguinte, Fred escorou e Gerson bateu de fora da área, com perigo ao gol de Jordi.

Melhor, o Vasco assustou em chute de fora da área de Dagoberto que obrigou Diego Cavalieri a fazer grande defesa, aos 10. Três minutos depois, Christianno aproveitou a avenida deixada por Wellington Silva para invadir a área e bater cruzado. Cavalieri, em dois tempos, salvou o Flu. No contra-ataque, Gerson levou pela direita, cortou para o meio e cruzou. Sem deixar cair, Marcos Junior matou e fuzilou para empatar o clássico.

Aos 23, Osvaldo, em mais uma boa jogada, levou pela esquerda e acertou a rede pelo lado de fora. O Vasco criava chances nos espaços deixados pelo ofensivo Fluminense. Em uma delas, aos 25, Jhon Cley carregou pelo meio e soltou uma bomba no ângulo, sem chances para Diego Cavalieri.

Atrás no placar, o Fluminense atacava muito buscando o empate. Aos 36, Wellington Silva cruzou e Fred, de cabeça, parou em grande defesa de Jordi. O Vasco se defendia bem. Com as entradas de Magno Alves e Lucas Gomes, o Flu tinha cinco atacantes em campo. Ainda assim, não conseguiu furar o bloqueio cruzmaltino, que se defendeu como pôde para segurar a vitória e manter o tabu no clássico.

FICHA TÉCNICA: FLUMINENSE 1 x 2 VASCO Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ) Data: 19 de julho de 2015, domingo Horário: 16 horas (de Brasília) Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa-SP) Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP) Cartões amarelos: Gerson e Marcos Júnior (Fluminense); Anderson Salles, Christiano, Jhon Cley, Jordi e Serginho (Vasco) Gols: FLUMINENSE: Marcos Júnior, aos 13 minutos do segundo tempo; VASCO: Andrezinho, aos 38 minutos do primeiro tempo; Jhon Cley, aos 25 minutos do segundo tempo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Wellington Silva, Gum, Antônio Carlos e Giovanni (Osvaldo); Edson (Higor Leite), Jean, Gerson (Magno Alves) e Gustavo Scarpa; Marcos Júnior e Fred Técnico: Enderson Moreira

VASCO: Jordi; Madson, Rodrigo, Aislan e Christiano; Anderson Salles, Serginho, Jhon Cley (Emanuel Biancucchi) e Andrezinho: Dagoberto (Thalles) e Herrera (Riascos) Técnico: Celso Roth

Amazonianarede-Gazetapress

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.