Vasco quebra jejum, marca 1º gol no Brasileiro empata com o Inter e a torcida não gosta

O jogo em S. Januário, foi pegado, com muitas faltas e passes errados
O jogo em S. Januário, foi pegado, com muitas faltas e passes errados
O jogo em S. Januário, foi pegado, com muitas faltas e passes errados

Rio – O Vasco, enfim, marcou seu primeiro gol no Campeonato Brasileiro. Ainda assim, não foi o suficiente para alcançar uma vitória na competição. Em jogo sofrido e com muitas chances desperdiçadas, o Cruzmaltino arrancou um empate com o time reserva do Internacional neste sábado, em São Januário.

Nilmar, de cabeça, marcou para o Colorado; o volante Lucas, no final do segundo tempo, balançou a rede para os cruzmaltinos.

Mesmo evitando a derrota, o Vasco completou cinco jogos sem saber o que é vencer – três no Brasileiro e dois na Copa do Brasil. O time carioca subiu provisoriamente para a 13ª colocação do campeonato. Já o Internacional, que vem priorizando a disputa da Copa Libertadores, subiu para o oitavo lugar.

Na próxima rodada, no dia 31, o Vasco encara o Atlético-MG, em Belo Horizonte. Já o Internacional recebe o São Paulo, na mesma data, no Beira Rio.

Fases do jogo

Pressionado após dois empates nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro e uma classificação sofrida na Copa do Brasil, o Vasco entrou em campo buscando encerrar a má fase. Com uma marcação avançada e muita disposição, o Cruzmaltino pressionou o Internacional e dominou boa parte da etapa inicial.

Comandado por Júlio dos Santos, o time se impôs e finalizou a gol sete vezes no primeiro tempo. O domínio era grande, mas não o suficiente para garantir uma vantagem no placar. E se o Vasco não aproveitou as chances, o mesmo não se pode dizer do Colorado. A equipe gaúcha aproveitou os vacilos do adversário no final dos 45 minutos iniciais e foi para o intervalo vencendo por 1 a 0: Nilmar aproveitou boa jogada de Nilton pela esquerda e finalizou de cabeça para o fundo do gol.

Na volta para o segundo tempo, o panorama se repetiu, com o Vasco pressionando e o Internacional apenas se defendendo e tentando aproveitar as saídas em contra-ataque. E novamente os donos da casa não mostraram eficiência para chegar ao gol.

Com a expulsão de Alan Ruschel, do Internacional, o time do técnico Doriva passou a criar melhores oportunidades. E em um destes lances chegou ao empate, após muita insistência. O volante Lucas aproveitou rebote após escanteio e chutou para o fundo da rede.

O time da casa seguiu pressionando em busca da vitória nos minutos finais, mas foi só. Mesmo com um homem a menos, o Internacional conseguiu segurar o empate fora de casa até o apito final.

Melhor

Nilmar – mesmo sem aparecer constantemente, mostrou toda sua categoria e marcou para o Internacional.  Além do gol, assustou o Vasco em pelo menos outros dois lances

Pior

Marcinho – mais uma vez, foi peça nula no time do Vasco. Lento, não chegou ao ataque como deveria e errou a maioria das jogadas. Saiu muito vaiado pela torcida

Chave do jogo:

Expulsão de Alan Ruschel. Com o cartão vermelho do jogador do Internacional, o Vasco passou a pressionar ainda mais o adversário e chegou ao empate

Para lembrar:

Ao marcar o primeiro gol do Internacional, Nilmar reverenciou Romário. O atacante se dirigiu à estátua do Baixinho que fica atrás do gol à esquerda das cabines de transmissão de São Januário e homenageou o ex-jogador. “Sempre foi meu ídolo”, disse.

Ampliar

VASCO 1 x 1 INTERNACIONAL

Data: 23/05/2015 (sábado) Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ) Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA) Auxiliares: Marcelo Van Gasse (SP) e Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE) Público e renda: 4.520 pagantes / 5.143 presentes / R$ 165.750,00 Cartões amarelos: Guiñazu, Serginho, Yago, Rodrigo, Dagoberto e Gilberto (VAS); Nilmar e Alan Ruschel (INT) Cartão vermelho: Alan Ruschel (INT) Gols: Nilmar, aos 45 minutos do primeiro tempo (INT); Lucas, aos 35 minutos do segundo tempo (VAS)

Vasco Martin Silva; Madson, Rodrigo, Luan e Christiano; Guiñazu, Serginho (Lucas) e Júlio dos Santos e Marcinho (Yago); Dagoberto (Thalles) e Gilberto Técnico: Doriva

Internacional Muriel; Lucas Marques (Eduardo), Paulão, Réver e Geferson (Taiberson); Nilton, Nico Freitas, Anderson, Alan Ruschel e Alex; Nilmar (Vitinho) Técnico: Diego Aguirre

Amazonianarede-Uol esporte

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.