Mostra de Ciências Humanas resgata a identidade regional e auxilia estudantes na preparação para o Enem e PSC

Foto:Divulgação

Manaus – Até a próxima sexta-feira, dia 28, está acontecendo no Centro de Educação de Tempo Integral Áurea Braga, no bairro da Compensa (zona oeste de Manaus), onde funciona a escola estadual Petrônio Portela, a “I Mostra de Ciências Humanas e suas Tecnologias” da instituição. Por meio do evento, a escola busca sensibilizar estudantes do ensino médio para a valorização e resgate histórico da identidade amazônica e ao mesmo tempo contribuir de forma reforçada na preparação destes para o Processo Seletivo Contínuo (PSC) da Universidade Federal do Amazonas e também para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Um dos atrativos da mostra são as pesquisas iconográficas produzidas pela mobilização de estudantes realizada pelos professores para o registro fotográfico da cidade de Manaus, atentando para aspectos simbólicos da população da capital, paisagens naturais, construções históricas, comércio, artesanato e manifestações populares.
“A idéia era incentivar os jovens a analisar o espaço onde vivem – e do qual fazem parte –, sugerindo uma inter-relação das imagens obtidas com os conteúdos ministrados em sala de aula”, explicou a professora Marineide Ribeiro da Cunha, que coordena a área de Humanas na escola e que é uma das idealizadoras da atividade.
Para a composição das pesquisas, a escola propiciou aos alunos o contato com fotógrafos profissionais como Raphael Alves e Carlos Navarro, que realizaram oficinas de fotografia com os estudantes. A abertura da exposição contou também com a participação e avaliação do doutor e professor do Departamento de História da Ufam, Luiz Balkar.

Finalidade social

A coordenadora da Mostra explicou que o evento tem uma finalidade social, pois busca resgatar a identidade regional e motivar os alunos a uma maior valorização das raízes culturais dos povos amazônicos, especialmente dos povos indígenas.

“Percebemos que nos dias de hoje, a juventude absorve costumes de outras regiões do Brasil e inclusive de outros países. A mostra procura fazer o caminho inverso, mostrando a eles as riquezas da cultura genuinamente amazônica, incentivando-os ao reconhecimento e à valorização de nossas raízes”, informou a professora Marineide Cunha.

Segundo ela, ao longo da semana, estão sendo promovidas atividades culturais no auditório da escola e exposições das pesquisas nas salas de aula. “Para incentivar a qualidade das produções, todos os trabalhos serão avaliados e os com melhores desempenhos serão premiados”.

Desenvolvimento intelectual

Participando da Mostra, o doutor em História e professor da Ufam, Luiz Balkar, frisou que esta modalidade de trabalho contribui de forma significativa com o desenvolvimento dos estudantes. “É um trabalho que reforça o conteúdo apresentado pelos professores em sala de aula e que se destaca por suscitar o engajamento dos alunos em pesquisas bibliográficas e em trabalhos de campo”, disse

Luiz Balkar também destacou a proposta de trabalhar a questão da iconografia regional por meio do registro, pelos jovens, de imagens que retratam a realidade da cidade. “Os alunos são moradores de Manaus, uma cidade que apresenta belezas e problemas. A análise de fotografias – que em um contexto histórico são documentos – suscita debates que geram um maior entendimento sobre o lugar onde vivemos e podem apontar caminhos para a resolução de problemas sociais”, apontou Balkar.

Estudante do 1º ano do ensino médio, a aluna Ana Marly, 15, apresentou juntamente com sua turma um trabalho de pesquisa tratando sobre a cultura dos povos indígenas e as expedições européias com repercussão na formação do Amazonas. Para ela, atividades como estas são úteis por aprimorar o conhecimento e auxiliar na preparação para o ingresso no ensino superior. “Aprendemos muito sobre a formação de nossa sociedade e este conhecimento será de grande importância para a nossa vida e também em nosso processo de preparação para o PSC, pois História do Amazonas é um dos conteúdos que consta no edital”, disse a jovem.

(Por:Agecom)

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.