Tenório marca dois e garante a vitória do Vasco sobre o Nacional-AM

Atacante vascaíno marcou um gol de cabeça e outro de pênalti. Resultado deixa o Cruz-Maltino com uma boa vantagem para o jogo da volta.

O torcedor vascaíno tem motivos de sobra para festejar o dia 21 de agosto. Além dos 115 anos de fundação do clube, na véspera do aniversário, o Vasco derrotou o Nacional-AM por 2 a 0, no estádio Roberto Simonsen, em Manaus, em partida válida pelo primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. Os gols da vitória cruz-maltina foram marcados pelo atacante Tenório.

O jogo da volta entre as equipes será no Rio de Janeiro, no estádio de São Januário, e está marcado para o próximo dia 29. Com a vitória por dois gols de diferença no primeiro duelo, o Gigante da Colina entra na partida com boa vantagem, podendo perder por até um gol de diferença. Caso o placar termine com a vitória dos amazonenses por 2 a 0, a decisão da vaga será nos pênaltis.

PRIMEIRO TEMPO SONOLENTO

Os dez primeiros minutos da partida foram de grande emoção. Já aos dois minutos de jogo, o Nacional-AM abriu o placar após contra-ataque rápido, porém, o impedimento foi marcado e o lance acabou sendo invalidado corrertamente. Aos seis minutos veio a resposta do time cruz-maltino. Eder Luis recebeu na frente para o gol e chutou em cima do goleiro Gilberto.

No rebote, Pedro Ken, livre de marcação, acabou errando e a bola saiu para escanteio. Dois minutos depois, o Nacional-AM respondeu. Evandro entrou pela esquerda, driblou três marcadores e serviu Felipe. Na cara de Diogo Silva, o camisa 11 da equipe manauara acabou batendo para fora.

Passados os minutos de euforia, as duas equipes começaram a errar muitos passes. A defesa vascaína, muito mal na partida, errava muito na saída de bola e não conseguia fazer a ligação com o ataque. Já o Nacional-AM, apesar de ser um time muito veloz, não soube aproveitar as oportunidades. A emoção da primeira etapa ficou realmente restringida aos minutos iniciais, o decorrer da etapa foi bastante sonolenta, com pouquíssimas chances criadas de ambos os lados.

Já no fim do primeiro tempo, o duelo esquentou novamente. Aos 43 minutos, Wendel arriscou de longe e acabou conseguindo escanteio para o Cruz-Maltino. Na cobrança, Fillipe Soutto levantou a bola para área e encontrou o atacante Tenório, que de cabeça abriu o placar. A bola ainda raspou no zagueiro Cris e entrou lentamente no gol de Gilberto.

Os dois times voltaram a apresentar muitos erros de toque de bola na volta do intervalo. O Nacional-AM seguiu criando algumas chances, mas, como no primeiro tempo, não teve sucesso. O Vasco deu uma leve recuada e seguiu com problemas para fazer a ligação entre defesa e ataque.

Buscando aumentar a velocidade do time, Dorival Júnior sacou Wendel e colocou o colombiano Montoya. O meia criou algumas jogadas com o peruano Yotún, que substituiu o jovem Henrique no intervalo, mas pouco acrescentou ao time
Com uma atuação ruim da defesa, o Vasco seguiu levando sustos dos donos da casa. Aos 29, Felipe arriscou uma bomba de fora área e o goleiro Diogo Silva, contestado por parta da torcida, fez uma ótima defesa. Cinco minutos depois, Danilo Rios fez boa jogada e chutou no ângulo, mas Diogo Silva apareceu novamente para salvar o Cruz-Maltino.

Nos minutos finais, a equipe manauara foi para o tudo ou nada, mas o Vasco se fechou bem. Já no apagar das luzes, a defesa dos anfitriões se atrapalhou e Eder Luis roubou a bola, invadiu a área e sofreu pênalti. Na cobrança, o artilheiro Tenório apareceu de novo para marcar o seu segundo gol no jogo, garantindo assim a vitória cruz-maltina.

FICHA TÉCNICA

NACIONAL-AM 0 X 2 VASCO
Local: Roberto Simonsen, Manaus (AM)
Data-hora: 20/08/2013 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva
Auxiliares: Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO) e Valdebrânio da Silva (RO)
Renda/Público: Não divulgados
Cartões amarelos: Emerson e Felipe (NAC); Montoya e Fagner (VAS)
Cartões vermelhos: Rafael Morisco (NAC)
Gols: Tenório, 43’/1ºT (0-1) e 45’/2ºT (0-2)

NACIONAL-AM: Gilberto, Andrezinho, Emerson, Rafael Morisco e Wesley Bigú (Marcinho, 31’/2ºT); Dênis, Lídio (Garanha, 40’/2ºT), Evandro e Danilo Rios; Felipe e Leonardo (Cristiano, 21’/2ºT) – Técnico: Léo Goiano.

VASCO: Diogo Silva, Fagner, Jomar, Cris e Henrique (Yotún, intervalo); Abuda, Fillipe Soutto, Wendel (Montoya, 20’/2ºT) e Pedro Ken; Eder Luis (Edmilson, 46’/2ºT) e Tenório – Técnico: Dorival Júnior.

(Fonte: Lancenet)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.