Susam alerta sobre início da campanha de vacinação contra a poliomielite

Manaus – No próximo sábado, 8 de junho, acontece em todo o País o “Dia D” contra a poliomielite, que marca o início da campanha anual de vacinação contra a doença, realizada pelo Ministério da Saúde, em parceria com Estados e municípios.

O secretário estadual de Saúde, Wilson Alecrim, reforça a recomendação para que pais e responsáveis não deixem de levar as crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade, para receber a dose de reforço da vacina.
“Uma grande estrutura de atendimento estará funcionando, na capital e no interior do Estado, para vacinar as crianças. Quanto maior o número de crianças imunizadas, mais o país estará protegido contra uma possível reintrodução do vírus da poliomielite”, ressalta Alecrim.

Programada para acontecer, em todo o País, no período de 8 a 21 de junho, no Amazonas, a campanha tem a meta de levar a dose de reforço da vacina contra a pólio a 328,6 mil crianças, em todo o Estado. Esse número corresponde a 95% da população estimada na faixa etária que é público-alvo da campanha, conforme a meta de cobertura vacinal pactuada pelo Ministério da Saúde, com Estados e municípios.

Pontos estratégicos – Alecrim explica que, no sábado, além das unidades de saúde da rede pública, que estarão funcionando das 8h às 17h, as prefeituras estarão disponibilizando a vacina em outros pontos estratégicos, como escolas, igrejas, centros comerciais, entre outras áreas de grande circulação de pessoas.

A estimativa da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), órgão da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), que coordena a campanha no Amazonas, é de que aproximadamente 1,5 mil pontos de vacinação estarão atendendo nesse dia. “O objetivo é facilitar o acesso das crianças à imunização”, diz Wilson Alecrim.

A partir de segunda-feira, 10 de junho, a campanha passa a se desenvolver prioritariamente nas Unidades Básicas de Saúde da Prefeitura e nos Centros de Atenção Integral à Saúde da Criança (CAICs) do Governo do Estado.

Nova estratégia – Até 2011, a estratégia adotada pelo Ministério da Saúde previa a realização da campanha nacional de vacinação contra a pólio (doença que também é conhecida como paralisia infantil) em duas etapas: a primeira, em junho, e uma dose de reforço, em agosto. Como já havia ocorrido em 2012, a campanha, neste ano, será em uma única etapa.

Além das unidades de saúde, que estarão funcionando neste dia, o serviço será oferecido em postos de vacinação montados em locais de grande circulação de pessoas. A partir daí, até o final da campanha, no dia 21, a ação passa a ser desenvolvida, principalmente, nas unidades de saúde.

Livre da doença – A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite deste ano é a 34ª realizada pelo Brasil, que está completando 24 anos sem registros da doença, mantendo-se livre do poliovírus desde 1990.

Assim deve manter-se até a concreta certificação mundial da erradicação deste agente infeccioso.

Segundo dados do Ministério da Saúde, no cenário global da poliomielite, 16 países ainda registraram casos da doença, entre os anos de 2011 e 2012. Na sua maioria, foram casos decorrentes de “importações” do poliovírus selvagem de países endêmicos (Afeganistão, Nigéria e Paquistão) ou que restabeleceram a transmissão da doença.

(Agecom) 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.