STJD adota pena inédita para doping no esporte brasileiro

Rodolfo Alves de Melo
Rodolfo Alves de Melo
Após ser suspenso por dois anos por uso de cocaína, o goleiro do Atlético Paranaense Rodolfo Alves de Melo, de 21 anos, terá uma oportunidade inédita até hoje na justiça desportiva brasileira: diminuir a pena pela metade se aceitar entrar em tratamento contra a dependência química.

A decisão, unânime, foi tomada nesta sexta-feira(28), no Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva(STJD), na sede da entidade.

A decisão, pensada a partir de um pedido da defesa do jogador, coloca, pela primeira vez, o atleta como responsável direto pelo encaminhamento de sua punição, segundo o presidente da entidade, Flavio Zveiter:
” O atleta definirá se faz o tratamento ou não. Se o fizer durante doze meses, o tribunal irá julgar a redução da pena à metade”, explicou Zveiter.

A fiscalização sobre o tratamento será dura. Mensalmente, o goleiro terá de apresentar ao tribunal os relatórios que mostrem a devida melhora de suas condições físicas e psicológicas.

Para Zveiter, essa medida pode ser um exemplo para outros atletas na mesma situação de Rodolfo, lembrando da gravidade da situação do goleiro:

Com apenas 21 anos, Rodolfo foi pego duas vezes no exame antidoping por uso de cocaína.

” O jogador declarou que é viciado em cocaína desde os 15 anos. Nós esperamos que, com essa possibilidade, ele consiga retornar aos gramados e fazer o seu trabalho da melhor forma”, pontuou Zveiter.

Rodolfo começou a temporada como titular no gol do Atlético Paranaense, porém foi suspenso em agosto quando foi flagrado cheirando cocaína. No dia 2 de agosto, o jogador veio a público e admitiu o vício. Após o primeiro flagra no antidoping e a condenação, o atleta foi pego novamente um mês depois, quando poderá ser absolvido pelo STJD se concordar em se submeter a tratamento e a rigorosa fiscalização. A decisão do tribunal pode dar ao jogador uma nova chance de se reerguer na carreira.

(Por:JB)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.