STF condena Dirceu a 10 anos e 10 meses de prisão no julgamento do mensalão

José Dirceu
Amazonianarede – Com Reuters e Agência Estado 

Brasília – O ex-ministro José Dirceu foi condenado a 10 anos e 10 meses de prisão pelos crimes de formação de quadrilha e corrupção ativa no julgamento do mensalão, na sessão desta segunda-feira no Supremo Tribunal Federal (STF).

O relator do processo, Joaquim Barbosa, mudou a ordem anunciada para votação da dosimetria dos réus condenados e iniciou a análise do núcleo político, e não do núcleo financeiro como havia anunciado na semana passada.

Barbosa condenou José Dirceu a 2 anos e 11 meses por formação de quadrilha, voto que foi acompanhado por todos os ministros que condenaram o réu. No crime de corrupção ativa no episódio de compra de voto de parlamentares, o relator fixou a pena de 7 anos e 11 meses mais 260 dias multa.

A decisão causou novos embates na Corte e o ministro relator, Ricardo Lewandowski, acabou por se retirar do plenário depois de protestar pela falta de transparência do relator. Barbosa afirmou que decidiu iniciar o núcleo político “por ser pequeno e ter apenas seis penas”.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.