SRTE/AM conversa com trabalhadores da construção civil

(Reportagem: Gisele Rodrigues)

Durante manifestação ocorrida, nesta manhã, o superintendente Dermilson Chagas ouviu as reclamações e conversou com o sindicato da categoria.

Cerca de 400 trabalhadores do setor da construção civil protestaram, na manhã desta sexta-feira (13), em frente a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE/AM). Entre as reivindicações, a categoria solicita que os trabalhadores possam fazer horas extras e trabalhar aos sábados.

Durante a manifestação, o superintendente da SRTE, Dermilson Chagas, conversou com o trabalhadores e sindicalistas e marcou uma reunião para tratar sobre o assunto na próxima semana. “Vamos estender o pedido ao Ministério Público do Trabalho para participar desta discussão, ainda convidaremos o sindicato patronal e os trabalhadores, nosso objetivo é tentar solucionar essa situação com o máximo de transparência”, disse Chagas .

De acordo com Chagas, uma cláusula do acordo coletivo da categoria impede a mesma de realizar horas extras.” A lei estipula o máximo de horas trabalhadas, ultrapassando 10 horas trabalhadas/dia já é considerado excesso de jornada. A fiscalização do trabalho identificando essa irregularidade”, explicou o superintendente.

O vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil do Estado do Amazonas (Sintracomec-AM), Cícero Custódio, declarou durante a manifestação que ainda que vai aguardar o andamento da reunião para decidir se a categoria vai entrar ou não em greve.

Após a manifestação, o titular da SRTE, recebeu representantes do sindicato e trabalhadores para uma segunda conversa a fim de escolherem uma data, ainda sem definição, para a realização da reunião, além de incluir outras pautas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.