SEMMAS busca parceria privada para requalificar o Refúgio Sauim Castanheiras

Sauim de Coleira

Sauim de Coleira

Amazonianarede – Semmas

Manaus – A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) deverá propor a realização de parcerias com organizações não-governamentais e instituições de ensino superior para promover uma requalificação na infraestrutura interna e de atendimento no Refúgio da Vida Silvestre Sauim Castanheiras, localizado no Distrito Industrial II, Zona Leste de Manaus.

Em visita à reserva, na manhã de terça-feira, 22, a secretária municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Kátia Schweickardt, percorreu as trilhas e as instalações existentes no local, incluindo os recintos destinados à recuperação dos animais, cozinha, salas de projetos, cirurgia, necropsia, baias e gaiolões, constatando a necessidade urgente de melhorias.

A visita foi acompanhada pelo diretor de Áreas Protegidas da Semmas, Sinomar Fonseca e a diretora Técnico-Operacional, Aldenira Queiroz. O Refúgio da Vida Silvestre é uma categoria de unidade de conservação destinada ao acolhimento, tratamento e devolução à vida livre de espécimes da fauna silvestre encontradas em situação de risco.

A ida ao Sauim Castanheiras faz parte de um cronograma de visitas da secretária Kátia Schweickardt a todas as unidades de conservação geridas pela Semmas para um diagnóstico das necessidades e elaboração de planos de trabalho voltados ao incremento da gestão das mesmas. Segundo a secretária, o primeiro passo será, em parceria com as secretarias municipais de Limpeza Pública (Semulsp) e Infraestrutura (Seminf), promover a melhoria das condições de trafegabilidade no local.

“A ideia é realizar reparos nas trilhas e tapar os buracos existentes nas partes asfaltadas. Paralelamente, promover a retirada do lixo acumulado em frente a algumas edificações, além de pintura e higienização e revitalização do paisagismo, com o plantio de mudas ornamentais e trepadeiras ao longo da pista de acesso e das trilhas”, informou a secretária.

Com um total de 105 hectares, o Refúgio encontra-se em uma área pertencente à Suframa e cedida em comodato ao município. Já existem tratativas no sentido de viabilizar o repasse do terreno para a Prefeitura de Manaus. E a nova gestão da Semmas retomará essas negociações junto à Superintendência da Zona Franca de Manaus. O Refúgio tem hoje aproximadamente 150 animais internados – alguns em processo de recuperação e outros aguardando destinação com autorização do Ibama.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.