Seind envia equipamentos para subsidiar produtores rurais na calha do Madeira

Amazonianarede – Agecom

Manaus – Em mais uma etapa do programa Território da Cidadania, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), o Governo do Amazonas se prepara para entregar, entre os meses de março e abril, alguns equipamentos que irão subsidiar as comunidades indígenas e não-indígenas, no processo de organização das feiras de agricultura familiar na calha do rio Madeira.

As famílias serão contempladas com 30 motores estacionários (rabetão), 30 canoas de alumínio e dois botes de alumínio, equipados com motor de popa (40 HP) e cobertura.Também serão entregues kits, compostos por uma barraca de tamanho 4×4 metros, com estrutura metálica e cobertura de lona; duas mesas plásticas; oito cadeiras plásticas.

Parte do material seguiu viagem nesta quinta-feira (7 de março) e será entregue pela Secretaria de Estado para os Povos Indígenas (Seind) nos municípios de Manicoré e Novo Aripuanã (a 333 e 225 quilômetros de Manaus, respectivamente), em data ainda a ser definida pelo órgão.

A Seind é a proponente do projeto junto ao programa do Governo Federal e trabalha com recursos de R$ 600 mil. A liberação dos valores para aquisição dos equipamentos é feita por meio de contratos de repasse, firmados em 2010 junto à Secretaria de Desenvolvimento Territorial (SDT), uma autarquia do MDA.

A ação prevista para Manicoré faz parte do plano de trabalho do Comitê Gestor de Atuação Integrada entre o Governo do Amazonas e a Fundação Nacional do Índio (Funai), por meio da câmara técnica Sustentabilidade Econômica dos Povos Indígenas.

A fase de aquisição e entrega de equipamentos será fechada com dois caminhões baú, com capacidade de 4 a 5 toneladas cada. Os veículos servirão para o transporte da produção do porto da cidade e de outros locais para o ponto de armazenamento, exposição e comercialização em Manicoré e Novo Aripuanã.

Sobre o programa – O Território da Cidadania do Madeira foi lançado em 2009 e tem como um dos objetivos promover o desenvolvimento econômico e universalizar programas básicos de cidadania, por meio de uma estratégia de desenvolvimento territorial sustentável.

Atualmente, a Seind é executora (proponente) de cinco projetos no Território da Cidadania. As outras quatro estão localizadas na região do rio Negro. No Madeira, o benefício abrange pouco mais de 5 mil agricultores familiares indígenas e não-indígenas, sendo 11 mil famílias assentadas e 22 terras indígenas, dos municípios de Manicoré, Novo Aripuanã, Borba, Humaitá e Apuí.

Incentivo – O projeto da Seind busca impulsionar a implantação das feiras de agricultura familiar na localidade, com o objetivo de incentivar as cadeias produtivas dos povos indígenas e facilitar o acesso deles aos serviços públicos. Ao mesmo tempo em que espera aumentar a produtividade agrícola do território, a secretaria trabalha pelo aumento da renda das famílias com a comercialização dos produtos, bem como pela melhoria da organização social e capacidade de gestão social da população sobre as políticas públicas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.