Romero nocauteia Lyoto e fatura a vitória mais expressiva de sua carreira

Yoel Romero não deixou passar a chance de liquidar Lyoto Machida no terceiro round
Yoel Romero não deixou passar a chance de liquidar Lyoto Machida no terceiro round
Yoel Romero não deixou passar a chance de liquidar Lyoto Machida no terceiro round

Não foi desta vez que Lyoto Machida se reabilitou da dura derrota por finalização sofrida para Luke Rockhold. Pelo contrário. No sábado, o brasileiro perdeu para Yoel Romero, por nocaute, a 1m38s do terceiro round, na luta principal do UFC Hollywood, sediado na Flórida, Estados Unidos. A vitória do cubano – a sexta seguida na organização – é a mais expressiva de sua carreira, e a primeira conquistada sobre um ex-campeão do Ultimate.

– Tenho muito respeito ao Lyoto. Queria fazer essa luta com ele porque sei que ele é uma lenda, ele é muito duro – declarou Yoel Romero, em respeito ao oponente.

Ainda no octógono, o cubano chamou a atenção com um discurso confuso, provocado pela semelhança fonética entre “No forget Jesus” (Não esqueçam Jesus) e “No for gay Jesus” (Não para o Jesus gay).

– Escutem, pessoas! O que aconteceu com você, EUA? O que aconteceu com você? O que está acontecendo? Você esqueceu o melhor dos melhores do mundo, o nome de Jesus Cristo. O que aconteceu com você? Acorde, EUA! Volte a ele, volte! Volte a Jesus! Não esqueçam de Jesus, povo – disparou o atleta da ATT, que, na coletiva de imprensa, tentou explicar a situação.

Com tamanha sequência de resultados positivos, Romero ganha força na corrida pelo cinturão do peso-médio, embora saiba que Luke Rockhold é o próximo a desafiar o título do campeão Chris Weidman. Na fila ainda está Ronaldo Jacaré, cuja luta contra Romero já fora marcada – e cancelada – duas vezes.

Lyoto, que tentava reconstruir seu caminho na divisão, amarga, pela segunda vez na carreira, duas derrotas consecutivas. Esta situação aconteceu apenas em 2010, quando sofreu nocaute para Mauricio Shogun e, na sequência, perdeu por pontos para Quinton “Rampage” Jackson.

Com o rosto bastante machucado, Lyoto Machida é amparado pelo árbitro John McCarthy
Com o rosto bastante machucado, Lyoto Machida é amparado pelo árbitro John McCarthy

Romero despacha Lyoto no terceiro round

Lyoto Machida e Yoel Romero começaram tímidos, com muito estudo, e apenas chutes baixos de parte a parte. O brasileiro circulou o octógono, desviando dos chutes altos do cubano e suas investidas na direção do carateca. Com um cruzado de direita, Romero acertou ótimo golpe no adversário, que ergueu os braços para demonstrar que não ficou abalado. A 15 segundos do fim, o “Dragão” acertou um chute rodado na linha de cintura – insuficiente, porém, para abalar o adversário.

No começo do segundo round, Lyoto emplacou um direto no contra-golpe. Romero dominou o centro do octógono, enquanto Lyoto não parava de se mexer lateralmente, dificultando a missão do wrestler em levar o duelo para o solo. Romero clinchou para desferir a joelhada, mas ficou apenas na ameaça da queda. Em seguida, o representante da ATT pareceu encontrar a distância, encaixando cruzado e direto, e o “Dragão” o afastou com as pernas. A dez segundos do fim, o cubano apertou o ritmo, quase derrubou, mas Lyoto fez sinal de negativo para o rival.

Focado, Romero começou o terceiro round avançando com chutes na linha de cintura de Lyoto, que respondeu na mesma moeda. Romero, enfim, conseguiu a queda e não desperdiçou a oportunidade única: desceu uma saraivada de cotoveladas no rosto do brasileiro. Explosivo, ele rapidamente nocauteou o carateca, que ofereceu pouca resistência na defesa.

Após a vitória – a mais importante de sua carreira – o lutador da American Top Team pulou as grades para celebrar. Depois, respeitosamente, em direção ao brasileiro, que era atendido pelos médicos, para cumprimentá-lo. COMBATE

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.