Rodoviários ameaçam nova greve na próxima segunda-feira

Na tarde de ontem (8), o Sindicato dos Rodoviários anunciou uma greve que deve acontecer a partir das 4h da manhã da próxima segunda-feira (13).

O Sindicato dos Empresários das Empresas de Transporte do Amazonas (Sinetram), ainda não foi notificado sobre nenhuma alteração e afirmou que as negociações continuam.

No entanto, a paralisação foi divulgada pela assessoria dos rodoviários depois de uma reunião que durou mais de cinco horas, na sede da Procuradoria Regional do Trabalho, entre empresários do transporte coletivo e representantes dos rodoviários. Patronato e funcionários não chegaram a um acordo.

Em uma reunião tensa, mediada por procuradores, as partes até chegaram a um consenso a respeito da porcentagem do reajuste, firmada em 10%. O ponto de discórdia seria o aumento retroativo a maio de 2016, que os rodoviários exigem e as empresas negam.

O presidente do sindicato, Givancir de Oliveira, defendeu mais uma vez o que chamou de “legalidade da greve”. “O movimento paredista está dentro da resolução que ampara a luta pelo dissídio coletivo e, enquanto não fecharmos as negociações, os trabalhadores podem sim decidir pela greve como último recurso constitucional”, assegurou.

Givancir fez questão de ressaltar que as negociações chegaram ao limite. “Os trabalhadores não abrem mão do retroativo e os empresários continuam insistindo com o pagamento a partir da data base desse ano. A greve é inevitável”, finalizou.

Por meio de sua assessoria o Sintetram afirmou que outras reuniões podem ser marcadas a qualquer momento, e que vai fazer o possível para que a greve seja evitada e a população não seja prejudicada.

O titular da Secretária Municipal de Comunicação (Semcom), Marcos Santos, evitou entrar em detalhes sobre a greve, mas informou que a prefeitura pretende encontrar mecanismos legais que assegurem a manutenção da qualidade do sistema de transporte público na capital. “O prefeito Arthur Neto vai esgotar todos os últimos recursos para buscar o entendimento entre os rodoviários e empresários”, completou.

Amazonianarede-Emtempo

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.