Rede municipal de saúde ganha 17 novos profissionais do “Mais Médicos”

Rede Municipal de Saúde, recebe mais médicos
Rede Municipal de Saúde, recebe mais médicos
Rede Municipal de Saúde, recebe mais médicos

Manaus – Os 17 profissionais aprovados no último edital do programa “Mais Médicos”, do Ministério da Saúde, foram recebidos em uma atividade de acolhimento promovida pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), nesta quinta-feira, 5. Os médicos selecionados são do Amazonas, Amapá, Pará, Bahia e do Peru –naturalizados brasileiros – e atenderão a todos os Distritos de Saúde (Disas) de Manaus.

Os médicos brasileiros e naturalizados contemplados no edital iniciam suas atividades nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da Estratégia Saúde da Família a partir de segunda-feira, 9.  Serão dois para o Disa Sul, cinco para o Disa Oeste, um para o Disa Norte, oito para o Disa Leste e um para o Disa Rural.

“O reforço médico é sempre muito bem-vindo em nossas unidades de saúde. Na medida em que eles são integrados, aumentamos o número de atendimentos e estamos garantindo a saúde da população que procura nossos serviços nas Unidades Básicas”, avaliou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

Com a chegada dos médicos, a rede municipal de saúde passa a dispor de 105 profissionais oriundos do “Mais Médicos”. Eles terão carga horária de 40 horas semanais, sendo 32 horas nas UBSs e oito horas na especialização em Saúde da Família.

A remuneração dos profissionais será de R$ 10,5 mil/mês, contrapartida efetuada pelo Ministério da Saúde. “Os profissionais vão nos ajudar a suprir cem por cento das necessidades da Estratégia Saúde da Família, o que nos dá a certeza de resultados diretos na qualidade do atendimento em nossas unidades”, ressaltou a subsecretária de gestão em saúde, Lubélia Sá Freire.

Para o médico Humberto Daza, a oportunidade de prestar serviços à comunidade é ímpar. “Estar próximo aos pacientes, trabalhando na Estratégia Saúde da Família é uma experiência que vou levar para o resto da minha vida e, quem sabe, para o meu país também”, disse o médico peruano naturalizado brasileiro.

A experiência no serviço público também foi ponto de convergência entre os novos integrantes da rede municipal de saúde, tendo na atenção básica a formação de um legado profissional rico. “Tenho certeza de que vai ser uma experiência única, pois, para atuar na medicina precisamos encontrar com os casos que surgem nas comunidades”, afirmou Célia.

O programa

O “Mais Médicos” faz parte de um planejamento que prevê melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde, por intermédio de investimentos em infraestrutura de hospitais e unidades básicas de saúde, além de proporcionar maior número de profissionais médicos para regiões onde há déficit.

As vagas são oferecidas prioritariamente a médicos brasileiros interessados em atuar nas regiões onde faltam profissionais. Em casos de não preenchimento de todas as vagas, o Brasil aceitará candidaturas de estrangeiros, com a intenção de resolver esse problema, que é emergencial para o país.

A primeira turma de médicos do programa chegou à Manaus em março de 2013 e a segunda em junho de 2014. Atualmente, o Brasil possui 1,8 médicos a cada mil habitantes e esse índice é menor que em outros países, como a Argentina (3,2), Uruguai (3,7), Portugal (3,9) e Espanha (4).

O programa visa diminuir essa carência que também reflete na distribuição desigual de médicos nas regiões, em que 22 estados possuem número de médicos abaixo da média nacional.

Amazonianarede-Semco/Agnaldo Oliveira

 

 

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.