Reajuste salarial dos servidores é aprovado por unanimidade na Assembleia

(Fonte: Dircom)

Os deputados estaduais aprovaram, por unanimidade, o Projeto de Lei apresentado pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), que reajusta os salários dos servidores da Casa, anunciado no fim de agosto pelo presidente Josué Neto (PSD).

O Projeto de Lei que dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreiras, Salários e Remuneração da esfera administrativa da Aleam, foi votado na manhã desta quarta-feira (4).

O aumento será de 10% para os servidores efetivos e comissionados e também haverá reajuste das titulações acadêmicas dos funcionários de carreira da Casa. Josué Neto explicou que o projeto é uma maneira de valorizar os servidores que dão suporte aos trabalhos legislativos, pois a progressão salarial em diversas carreiras integra a política reposição de perdas.

Josué Neto antecipou, quando anunciou o reajuste, que os valores de gratificações dos servidores por sua titularidade serão crescentes. Quem tinha graduação superior recebia 2% de acréscimo salarial, a partir de agora passa a ter 15%; servidores com pós-graduação saíram de 4% para 20%; com mestrado de 6% para 25% e de 8% para 30% nos títulos de doutorado e pós-doutorado.

Outro reajuste importante foi feito em cima das Funções Gratificadas (FGs) que terão seus valores triplicados: a FG-1 passará para R$ 2.100; a FG-2 para R$ 1.200 e a FG-3 para R$ 900, ou seja, um aumento de 200% no valor em cima dessas gratificações. Os vencimentos dos cargos de procurador, auditor, analista de controle e assessores jurídicos também serão reajustados de acordo com uma tabela criada para esses profissionais.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.