Prosamim da Ramos Ferreira recebe fiscalização do Implurb e UGPI

(Foto: Semcom)

Obras irregulares localizadas no Parque Residencial Manaus, unidade do Prosamim na rua Ramos Ferreira, Centro, estão na mira da Unidade de Gerenciamento do Programa Social e Ambiental dos Igarapés (UGPI), numa ação em parceria com o projeto do Governo do Estado e o Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb), iniciado em maio.

Nesta sexta-feira, 18, equipes de supervisão da Quanta Consultoria, da Andrade Gutierrez, que realiza obras no programa, e fiscais do Implurb, estiveram no residencial notificando moradores que realizaram avanços em áreas comuns e públicas e até mesmo que construíram quartos extras nos apartamentos do parque.

Durante o trabalho, os fiscais e supervisores encontram uma série de outras irregularidades, também notificadas para adequação e demolição, que vão desde avanços de pequenos comércios, lanches com mobiliário fixo em áreas de circulação, construções de garagens em passagem de pedestre, sucatas, entre outros.

A demolição do quarto encontrado no bloco 17 ficou programada para a próxima semana, já que há desvio do projeto original aprovado e possível dano à estrutura do prédio. A proprietária já recebeu tanto notificação da UGPI quanto do Implurb quanto à demolição.

A fiscalização do instituto municipal serve para dar o respaldo legal e técnico. Outra ação prevista em conjunto com o Implurb e a UGPI/Prosamim, em todos os conjuntos, é o trabalho para coibir invasões e ocupações em áreas já desapropriadas, mas que ainda não estão em obra. É o caso de lugares onde famílias foram retiradas antecipadamente em razão da cheia, mas que agora, na vazante, ainda não estão sendo construídas, e que ficam vulneráveis à invasão de famílias, mesmo no meio de palafitas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.