Projeto estimula alunos no ensino fundamental em Parintins para práticas cientificas

Amazonianarede – Assessoria

Parintins,AM – Nos dias atuais, o ensino de ciências naturais tem sido um desafio para a maioria dos educadores, pois é praticamente impossível aproximar o ensino da ciência a realidade do estudando utilizando apenas livros didáticos. O aluno precisa vivenciar a ciência para ter uma noção do seria o mundo cientifico.

Aprender ciência sem frequentar um laboratório, sem fazer experiências pode tornar as aulas cansativas para aqueles que têm maiores dificuldades. Pensando nisso os professores da Escola Estadual Brandão de Amorim no município de Parintins, desenvolveram o projeto denominado “Aulas Experimentais: Otimizando o ensino de ciências com alunos do 7º ano do Ensino Fundamental” que tem como foco verificar e criar um manual com experimentos, para que o jovem estudante possa aprender e fazer o interesse do acadêmico pela pesquisa cientifica cresça.

O trabalho foi realizado por cinco pesquisadores por meio do Programa Ciência na Escola (PCE) que é financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), com a parceria da Secretaria do Estado de Educação (SEDUC).

De acordo com o coordenador do projeto Edmilson França, foi realizado um levantamento bibliográfico que serviu de embasamento teórico para a composição das práticas experimentais. “Todas as atividades selecionadas foram previamente testadas para que fossem detectados antecipadamente problemas que por acaso viessem comprometer as experiências durante as aulas”, relatou.

Ainda de acordo com França, é difícil pensar em ensino de ciências sem experimentação, para os participantes do projeto, a prática estimula ainda mais o aprendizado, os encontros são realizados três vezes por semana, no contra turno das aulas na escola em que estudam. O projeto também envolveu a comunidade escolar em torno da escola para que os moradores se envolvessem ainda mais com as praticas oferecidas aos alunos.

Para o jovem pesquisador participando do projeto, Matheus Martins, a pesquisa mostrou que a experimentação no ensino de ciências se configura um importante recurso didático para o professor e para o aluno uma estratégia de aprendizagem, pois, além de comprovar a teoria, deixa a aula mais interessante e a aprendizagem se torna significativa.

“A experimentação nos fez compreender melhor os fenômenos químicos e suas transformações, mudou o jeito de ver ciência, pois achava muito difícil de fazer, mas com a prática se aprende melhor”, afirmou o jovem cientista.

Para o coordenador os resultados foram alcançados. “Durante o projeto, um dos resultados mais esperados foi à formulação de um manual de experimentos mostrando que o recurso didático para o professor e para o aluno é uma estratégia de aprendizagem pois, deixa a aula mais interessante entre outros que possibilitem a prática simples para serem aplicadas nas aulas de ciências’’.

O manual tem vários experimentos entre eles chuva de ouro, fogo na água, fogo verde, coluna de espuma entre outros.

(Fonte : Asscom Pce)

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.