Pressionado, senador Gim Argello desiste de candidatura ao TCU

Senador responde a vários processos
Senador responde a vários processos

Brasília – Senador do PTB, que responde a seis ações no Supremo, não vai mais concorrer ao cargo de ministro do tribunal de contas.
O senador Gim Argello (PTB-DF) não resistiu à pressão sofrida contra a candidatura ao cargo de ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) e renunciou ao pleito. “No momento em que a honrosa indicação do meu nome para o cargo de ministro do Tribunal de Contas da União é usada como instrumento de disputa política em ano eleitoral, entendo que devo abrir mão dessa honraria”, diz nota divulgada pelo parlamentar que, ontem, não foi visto pelos corredores do Congresso.

Além de não ter a reputação ilibada exigida para o cargo, o nome de Gim angariou, em menos de 48 horas, a rejeição da oposição no Senado, dos servidores do TCU e até mesmo dos ministros do tribunal. O ingrediente final para a desistência foi a candidatura de Fernando Ramalho à mesma vaga. O servidor tem experiência na área de fiscalização e controle e seria páreo duro para o petebista.

Integrantes da base de apoio ao governo no Senado se esquivaram de dar declarações sobre o tema. Nos bastidores, é certo que algumas das assinaturas para a criação do Projeto de Decreto Legislativo (PDL) nº 49 de 2014, que indicava Gim ao TCU, foram feitas a contragosto.

Fonte: Correio Web

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.