Presidente da Câmara teria pedido propina para facilitar acordo com Petrobras

Eduardo Cunha, teria exigido alta propina para viabilizar contrato
Eduardo Cunha, teria exigido alta propina para viabilizar contrato
Eduardo Cunha, teria exigido alta propina para viabilizar contrato

Brasília – O cerco da Operação Lava jato, continua se fechando em torno de importantes políticos brasileiros, o que está alterando o sistema nervoso de muitos que tem esboçando grandes reações, como as do senador Fernando Collor de Melo, que se diz injustiçado e humilhado.

Delator na operação Lava Jato, o ex-consultor da Toyo Setal Júlio Camargo afirmou nesta quinta-feira 17, em depoimento ao juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) pediu 5 milhões de dólares em propina para que um contrato de navios-sondas da Petrobras fosse viabilizado.

No depoimento, Camargo disse que encontrou pessoalmente com Cunha, em reunião que envolveu também o lobista Fernando Soares, conhecido como “Fernando Baiano”, um dos presos da Lava Jato.

O dinheiro teria sido pago, em nome de Cunha, ao doleiro Alberto Youssef. Segundo ele, o dinheiro seria utilizado em campanhas políticas e Youssef foi acionado porque a operação precisava ser feita com agilidade, e o doleiro tinha dinheiro disponível.

“Tivemos um encontro. Deputado Eduardo Cunha, Fernando Soares e eu. […] Deputado Eduardo Cunha é conhecido como uma pessoa agressiva, mas confesso que comigo foi extremamento amistoso, dizendo que ele não tinha nada pessoal contra mim, mas que havia um débito meu com o Fernando do qual ele era merecedor de US$ 5 milhões”, enfatizou. Outros 5 milhões de dólares teriam sido pagos ainda a Baiano, que seria sócio oculto de Cunha.

“Ele [Cunha] estava em véspera de campanha, se não me engano, era uma campanha municipal… e ele tinha uma série de compromissos e que eu vinha alongando esse pagamento há bastante tempo e que ele não tinha mais condições de aguardar”, complementou Camargo sobre a abordagem feita supostamente pelo presidente da Câmara.

Amazonianarede-Carta Capital

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.