Prefeito destaca ações de proteção da orla de Manaus em posse do novo comandante do 9º Distrito Naval

Em solenidade militar, Arthur Neto, destaca as obras na orla
Em solenidade militar, Arthur Neto, destaca as obras na orla
Em solenidade militar, Arthur Neto, destaca as obras na orla

Manaus – O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, participou, nesta quarta-feira, 6, da cerimônia de transmissão de cargo do novo comandante do 9º Distrito Naval, vice-almirante Wagner Lopes de Morais Zamith. Na ocasião, ele agradeceu os serviços prestados pelo antigo comandante, vice-almirante Domingos Sávio Almeida Nogueira, e destacou a parceria com a Marinha para o ordenamento da orla da cidade.

“A ajuda mútua sempre foi e continuará sendo a tônica dessa relação. Por isso, saúdo o comandante que entra, pessoa de enorme competência, e me despeço com saudades do ex-comandante, sempre cordial, competente e um amigo que terei para sempre”, disse o prefeito.

Arthur destacou ainda a recente assinatura de um protocolo de intenções de cooperação entre a prefeitura e a Marinha do Brasil. A parceria tem como intuito promover o ordenamento da orla do Rio Negro, promovendo maior rigidez na fiscalização do tráfego de embarcações e no uso de equipamentos náuticos que possam colocar em risco a integridade física das pessoas que frequentam, principalmente, a praia da Ponta Negra.

Missão cumprida

Depois de dois anos, Domingos Sávio deixa Manaus. “Fica o sentimento de dever cumprido, mas também a sensação que ainda se tem muito para fazer. Infelizmente, o país ainda não tem recursos suficientes para que façamos tudo aquilo que nos propomos a fazer”, defendeu.

Dentre os desafios a serem enfrentados, o novo comandante do 9º Distrito Naval citou a ampliação da carta náutica amazônica, dando maior navegabilidade e segurança às hidrovias existentes na Região.

“É a minha primeira experiência na Região. Vim outras vezes, mas em missões curtas. Agora, assumo esse cargo com muita vontade de continuar e ampliar as ações da Marinha na Amazônia, que é uma localidade extensa e de fundamental importância para o país”, destacou Wagner Lopes.

Atualmente, existem quase 23 mil quilômetros de rios navegáveis na Amazônia, que passam por um processo de atualização cartográfica e de reforço na sinalização. O trabalho tem sido feito por três navios hidroceanográficos da Marinha do Brasil, que realizam sondagens a fim de criar uma nova carta náutica da Região.

Amazonianarede=Semcom

 

 

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.